Afrânio pede apoio de Lerin na busca de solução para instalações da Polícia Civil

O Presidente da Comissão Permanente de Segurança Pública da Câmara Municipal de Uberaba, vereador Afrânio Cardoso de Lara Resende (PP), acompanhado dos defensores públicos, Glauco de Oliveira Marciliano e Elias Rodolpho dos Santos Reis e do delegado regional da polícia civil, Francisco Eduardo Gouveia Mota, reuniu-se hoje (08/07), com o deputado Estadual Antônio dos Reis Gonçalves Lerin, para avançar na busca de soluções para a precariedade da sede da delegacia da Polícia Civil e Instituto Médico Legal – IML. O deputado prontificou-se a agendar reunião com o vice-governador, Alberto Pinto Coelho, na próxima semana, na tentativa de agilizar a resolução do problema. Tanto o vereador, quanto o delegado e os defensores públicos participarão do encontro.
Segundo deputado Lerin, o projeto de construção do PPI – Posto de Perícia Integrado, que abrangerá a diretoria regional, perícia técnica e IML, já está nas mãos do governador Antônio Anastasia. O custo do projeto está na ordem dos R$ 3 milhões, sendo que a prefeitura comprometeu-se a entrar com a contrapartida de R$ 1,5 milhão.  “O projeto está tecnicamente bem encaminhado. O que nos cabe é cobrar do governador para agilizar a liberação dos recursos. Esperamos que ainda este ano tenhamos boas notícias para Uberaba”.
Há anos que a sede da 15ª Delegacia de Polícia Civil e IML padecem pela falta de estrutura. Segundo Gouveia, as infiltrações, comprometimento de toda a parte elétrica e hidráulica, falta de acessibilidade – que é prevista por lei –, insuficiência de banheiros – 85% deles não funcionam –, falta de arejamento adequado e qualidade para o trabalho são os problemas que compõem o cenário. “Nós temos paciência para esperar uma solução. Acontece que, mesmo se a obra começasse hoje, ficaria pronta daqui a aproximadamente um ano e meio. Imagine se demorar muito para liberar os recursos?”.
Segundo Glauco, a defensoria tomou conhecimento da questão precária da delegacia e IML através da imprensa. “Fomos in loco e, realmente, a situação é urgente. Principalmente em relação ao ambiente ginecológico onde não há privacidade nenhuma. A mulher é violentada, sofre um crime, e ainda tem que passar por aquele constrangimento”, explicou. Ele acrescentou que está disposto a buscar a solução em conjunto com o Poder Público e evitar entrar com ação civil pública contra o estado. Lerin concordou com o defensor, uma vez que é preciso evitar o desgaste em processos judiciários. “Podemos resolver isso de forma plausível. O que não pode é continuar da forma que está”.
Vale lembrar que, desde 2010, tanto o vereador Afrânio, quanto o presidente do Legislativo, Luiz Dutra, lutam pela construção do PPI. Requerimentos de número 0769 e 0782 foram elaborados por ambos os parlamentares com a justificativa de concentrar em um único local as atividades exercidas pela delegacia e IML, bem como proporcionar maior agilidade aos trabalhos.
Para os presentes na reunião, o resultado foi positivo. “A cada reunião eu me entusiasmo mais porque a gente vê o envolvimento de vários setores com relação a essa preocupante situação da delegacia. Ministério Público, Defensoria Pública, a Câmara de Uberaba e o deputado Lerin estão engajados nesta luta conosco”, salientou o delegado.
Gouveia também ressaltou que não só a estrutura física como a quantidade de efetivos em serviço é outro problema enfrentado pela polícia civil. “Nosso efetivo de hoje é o mesmo de 1986. Temos 10 mil, diante uma necessidade de 18 mil para atender a demanda do município. O ideal é quase o dobro do que temos na realidade”, acrescentou.

 

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020