O prazo determinado pela Lei para a construção de muros nos imóveis do projeto Minha Casa Minha Vida tem complicado as vidas de muitos mutuários. Pensando nisso, o vereador Almir Silva (PR) está solicitando a ampliação do prazo, que hoje é de 2 anos.

O problema, segundo o vereador, é que os beneficiários estão sendo multados pela falta de muros. Ele defende que o prazo seja estendido para pelo menos três anos.  “Quem recebe imóvel no projeto Minha Casa Minha Vida, ao assinar o contrato tem um prazo de dois anos para construir os muros”, acrescentou Almir.

O vereador Rubério dos Santos (MDB), que já trabalhou na Cohagra, pediu para assinar o requerimento. Segundo ele, algumas pessoas que foram multadas por causa da falta de muros tiveram os casos encaminhados para o secretário de Defesa Social, Trânsito e Transporte (Sedest), Wellington Cardoso Ramos, para negociação.

“Foram feitas também notificações por causa de passeios sujos, mas nestes casos eu defendo a Prefeitura”, afirmou Rubério. O vereador Alan Carlos da Silva (Patri) também pediu para assinar o requerimento.

Para Almir, quem vai para um imóvel do Minha Casa Minha Vida, tem as suas dificuldades. “Eu não sou construtor, mas para fazer um muro hoje a pessoa não gasta menos de R$ 4, R$ 5 mil ou mais. A situação do país hoje é muito difícil, o cidadão não constrói o muro porque não deu conta e não porque não quis”, avaliou Almir.

Para o vereador, a mudança do prazo vai trazer uma facilidade para o cidadão de bem e defende que algumas leis precisam ser revistas, além de desburocratizar o sistema.

 

 

Jorn. Hedi Lamar Marques

Departamento de Comunicação CMU
04/04/2019

 

 

 

 

 

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020