Câmara Municipal de Uberaba aprovou na sessão ordinária desta terça-feira, dia 24, Projeto de Emenda à Lei Orgânica que cria condições para a implantação do Núcleo de Desenvolvimento do Complexo Turístico da Margem Uberabense do Rio Grande. A proposta exclui a área onde se pretende implantar o núcleo da porção considerada de preservação permanente, utilizável apenas para agricultura e pecuária, que compreende até 12 quilômetros em torno do Distrito Industrial 3, excetuando a bairro rural da Baixa.

Para defender o projeto estiveram no Plenário a gerente de projetos da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Anne Roy Nóbrega e o Superintendente de Planejamento da Prefeitura Daniel Rodrigues. Eles destacaram a importância da mudança da Lei Orgânica para garantir as condições de implementação do projeto do Núcleo Turístico.

O vereador Samir Cecílio chegou a questionar a situação da Serraria, localidade, que segundo os técnicos do Executivo, estará incorporada ao projeto do Núcleo a ser implantado na região.

Em 2014, outra emenda à Lei Orgânica ao mesmo artigo 197chegou a ser feita e excluía a área da Serraria de ser considerada de preservação permanente. Nesta emenda, aprovada ontem, foi retirada a Serraria e incluído o Núcleo, que abrange a margem direita do Rio Grande na região mencionada no projeto.

 

Jorn. Márcio Gennari

Dep. de Comunicação 

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020