Sistema Único de Saúde utiliza 365 internações mês, enquanto a instituição tem capacidade para oferecer 380

Compra de leitos por parte do município para atender à demanda das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), onde pacientes chegam a ficar por semanas à espera de vagas em hospitais, é cobrada pelo vereador Marcelo Machado Borges – Borjão (DEM). A reação do parlamentar se dá após o recebimento de resposta por parte do Mario Palmério Hospital Universitário que revela que o município contratualiza com a instituição 365 internações pelo SUS ao mês, enquanto que a capacidade é de 580 internações mês.

Em novembro, o vereador encaminhou ofício ao Mário Palmério, questionando a capacidade e a utilização da Prefeitura, por meio do SUS, da estrutura oferecida. Em resposta, a unidade hospitalar destacou que tem contratualizado com o município 98 leitos e 365 internações/mês, mas “a capacidade instalada desta instituição e ofertada já diversas vezes à Secretaria Municipal de Saúde é de aproximadamente 580 internações/mês”.

O documento encaminhado ao vereador destaca ainda que pelas 365 internações e 58.430 procedimentos ambulatoriais – consultas, exames complementares e outros – o convênio prevê a remuneração “Pré Fixada por Procedimentos de Média e Alta Complexidade” o valor de R$1,1 milhão.

Borjão questiona por que o Município não compra mais leitos para atender a demanda das UPAs, onde pacientes ficam esperando por muito tempo para internação. “Os leitos existem e estão disponíveis. Pelo menos até o pleno funcionamento do Hospital Regional poderia ser examinada essa possibilidade”, conclui o vereador

 

Jorn. Márcio Gennari

Departamento de Comunicação

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020