Borjão questiona Correios sobre atraso nas correspondências

Ele também pede aumento no valor per capita repassado às entidades

As inúmeras reclamações dos cidadãos, sobre os atrasos no recebimento de correspondências no município, foi tema de requerimento do vereador Marcelo Machado Borges, o Borjão, encaminhado a Fábio Fonseca de Andrade, gerente regional de vendas dos Correios do Triângulo, Sudoeste, Uberaba/MG. No documento Borjão questiona o problema e pede providências, visto que vários cidadãos estão pagando contas atrasadas, com multa, já que não chegam dentro do prazo correto.
“Constatei várias situações, inclusive com atraso de mais de 20 dias, mesmo nas correspondências postadas em Uberaba. Quero saber o que está acontecendo e quais a providências que estão tomando para sanar o problema”, disse.
Entidades – Outra ação de Borjão, diz respeito às creches comunitárias do município. Através do requerimento 0721, o vereador pede o reajuste dos valores per capita repassados às entidades. Atualmente, o valor é de R$ 64,00 e Borjão quer que aumente para R$ 170,00. Ele também questiona se o repasse dos recursos para as creches estão em dia e qual o valor mensal de cada uma delas.
“Com o reajuste queremos suprir as necessidades básicas das crianças e um melhor planejamento estratégico desse setor, visto que o valor está defasado. Em Uberlândia, por exemplo, o valor per capita repassado é de R$ 150,00”, afirmou.
Segurança – Ainda preocupado com as crianças e adolescentes do município, Borjão também encaminhou a Indicação 1411 ao Tenente Coronel João Lunardi, comandante do 4º BPM. No documento, ele solicita que viaturas percorram as escolas municipais, nos horários de saída dos alunos, nos três períodos, principalmente naquelas que já apresentaram históricos de violência contra professores, alunos e funcionários. “A presença das viaturas irá inibir a ação de traficantes e outros marginais, que aproveitam o momento para abordar crianças e adolescentes com a intenção de desencaminhar e trazer prejuízo para toda a família”, disse ele.
O vereador ainda argumentou que tem sido comum as ameaças aos professores, mesmo durante o dia, e em alguns casos até agressão. Ele também afirmou estar preocupado com os casos de bulling contra colegas, relatados por cidadãos.

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020