Câmara recebe projeto Aprender a Transformar – Educação Fiscal
A parceria entre Instituto Agronelli, Receita Federal e Secretaria Estadual da Fazenda está capacitando 30 estudantes
Nesta sexta-feira (27), o vereador Marcelo Machado Borges – Borjão (DEM) recebeu 30 estudantes e professoras da Escola Estadual Presidente João Pinheiro, além de representantes do Instituto Agronelli de Desenvolvimento Social na Câmara Municipal. O objetivo da presença dos alunos foi conhecer as repartições da casa legislativa, quando todos puderam ouvir, graças à participação da Jornalista Cássia Queiróz, explicações sobre o funcionamento e o papel da Câmara junto à sociedade. 
A ação faz parte do Projeto Aprender a Transformar – Educação Fiscal, que é realizado anualmente pelo Instituto Agronelli em parceria com a Receita Federal e a Secretaria de Estado da Fazenda de Minas Gerais. "É uma ação que tem a cara do Instituto Agronelli e, assim, podemos instruir os jovens sobre orçamento público participativo, noções de democracia e o exercício pleno da cidadania", disse Lilia Coelho, coordenadora do Projeto.
Esse ano, em sua 3ª edição, foram envolvidas as turmas do período matutino e vespertino do 6º ao 8º ano da ‘João Pinheiro’. O Projeto é norteado pelo Programa Nacional de Educação Fiscal – PNEF e procura disseminar informações e conceitos sobre gestão fiscal, sendo um instrumento para que os jovens participem dos processos de geração, aplicação e fiscalização dos recursos públicos. 
Desde março, várias ações estão sendo desenvolvidas junto aos professores e alunos, inclusive com a eleição de vereadores mirins e formatação do grupo que participou das visitas. Para a aluna do 6º ano, Ana Cíntia Kazaoka, a visita à Câmara foi essencial para aprender mais sobre as Leis. "Com esse projeto, nós estamos com outro pensamento e, com isso, algumas mudanças já estão acontecendo na nossa escola". Já Vítor Souza, estudante do 7º ano, disse que mudou seu modo de ver a política. "Aprendi muito. Antes, para mim, política era só roubalheira. Agora sei que tem gente séria e que nem tudo é corrupção".
Borjão, único vereador presente, respondeu aos questionamentos diversos, que foram desde o papel do vereador até sua opinião sobre as manifestações que aconteceram recentemente no Brasil. Indagado sobre como entrou para a vida política, o parlamentar disse que foi através de um projeto social que desenvolvia nas creches e que fez com que seu nome fosse indicado para a vereança. "Antes, eu tinha vergonha de falar que era político, porque era mal visto. Hoje tenho orgulho de dizer que sou vereador e que tenho reconhecimento, pois tive 1.500 votos a mais em relação ao meu outro mandato", revelou.
Perguntado sobre sugestões para aqueles que sonham em um dia ser um parlamentar, Borjão disse que é preciso sempre seriedade. "Trabalhar de forma séria é fundamental. A política, quando feita com seriedade, é boa. Para isso, não se deve ter comprometimento com o Executivo, nem sair por aí dando areia, cimento, tijolo. Vereador com caráter deve trabalhar pelos cidadãos, fazendo valer o que lhes são de direito", disse. Rosana Oliveira, professora coordenadora, completou, dizendo que é para isso que o projeto está servindo, para "transformar os jovens em pessoas protagonistas da própria história, indagadores e entendidos de leis, fazendo valer direitos, cumprindo deveres e sabendo em quem votar".

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020