O embaixador da República da Namíbia realizou uma visita ao presidente da Câmara Municipal de Uberaba, vereador Luiz Dutra (PMDB). O encontro aconteceu na manhã desta segunda-feira (02). Samuel Nuuyona veio á cidade após convite para participar da Expozebu.

Dutra recebeu o embaixador em seu gabinete. Após agradecer pela hospitalidade, o representante da Namíbia pediu ao presidente que ele escreva uma carta de intenções, a qual será encaminhada ao Ministério das Relações Exteriores daquele país. A intenção, segundo ele, é a possibilidade de criar uma parceria entre Uberaba e uma cidade-irmã da Namíbia, para a troca de tecnologias e informações.

O presidente lembrou que temos muito em comum com a África e que os negros ajudaram o Brasil a ser o país desenvolvido que é hoje. Ele também lamentou a forma como os negros vieram para o Brasil e disse que é preciso resgatar a forma como os antepassados foram tratados. Dutra explicou, ainda, que já esteve em Moçambique, também como forma de tentar estreitar os laços entre os dois países.

Segundo o embaixador, no mês de novembro pretendem recepcionar possíveis investidores na Namíbia, pois procuram empresários que queiram investir naquele país. Samuel S. Nuuyona sugeriu que Dutra acompanhe o prefeito Paulo Piau na viagem.

O presidente do Legislativo explicou que em breve vai se reunir com Michel Temer, que deve assumir a presidência da República, e que este será um dos temas a serem tratados com ele. Ainda sobre investimentos, Samuel Nuuyona contou que seu país fechou uma parceria com uma grande empresa brasileira que comercializa frangos (ele não disse qual), sendo que o produto será distribuído em praticamente toda da Namíbia.

De acordo com o embaixador, nos três dias em que se encontra na cidade se reuniu com o prefeito Paulo Piau e com o vice-governador do Estado, Antônio Andrade. Ele disse que Uberaba tem um grande potencial agropecuário e que foi surpreendido pela qualidade do trabalho de aprimoramento genético das raças, e como ele é levado a sério. Para Samuel Nuuyona, a Namíbia tem muito a aprender com estas tecnologias.

Dutra destacou que ambos os países estão na mesma linha tropical, o que ajuda muito na troca de informações e de possíveis investimentos

 

Desigualdade – A Namíbia fica situada na região sul do continente africano. O país conseguiu a independência da África do Sul em 1990, quando estabeleceram-se relações diplomáticas e foi criada a Embaixada do Brasil em Windhoek. 

A Namíbia é banhada pelo oceano Atlântico e limita-se com a Angola (ao norte), Zâmbia (a nordeste), Botsuana (a leste) e África do Sul (ao sul e a leste). O território do país abriga dois grandes desertos: o deserto da Namíbia e o deserto de Kalahari.

A política de segregação racial sul-africana, denominada apartheid, que vigorou entre os anos de 1948 a 1994, intensificou as desigualdades sociais na Namíbia, onde a minoria da população branca detém a maioria das riquezas nacionais.

O país possui uma economia pouco desenvolvida. Ele se destaca no cenário mundial por ser um grande produtor de diamantes, atividade que é responsável por um quinto do Produto Interno Bruto (PIB) nacional. A nação também é grande produtora de urânio.

A agricultura de subsistência é promovida pela metade dos habitantes da Namíbia. Outra atividade de fundamental importância para a economia é a pesca (responsável por grande parte das exportações do país). As belezas naturais têm impulsionado o turismo no país, que possui vários parques com animais selvagens, além de belas paisagens geográficas.

 

Fonte: http://brasilescola.uol.com.br/geografia/namibia.htm

 

 

Jorn. Hedi Lamar Marques
Departamento de Comunicação CMU
02/05/2016

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020