A falta de vagas nas escolas da rede pública do município volta a ser discutido na Câmara Municipal. Hoje (18) durante a reunião ordinária, o vereador Paulo César Soares – China (SDD) informou que inúmeras mães e pais têm procurado os gabinetes dos vereadores, alegando que não estão encontrando vagas nas escolas enas creches para matricular seus filhos.

Diante da promessa de campanha do prefeito Paulo Piau, que prometeu um governo social para os uberabenses, China reivindicou a ampliação do número de creches e escolas no município. Caso contrário, num futuro próximo, essa situação poderá se tornar um grave problema para a administração municipal. Disse que muitos pais estão pensando em recorrer ao Ministério Público, na esperança de que seja solucionada a falta de vagas nas escolas e nas creches. "Eles estão cobertos de razão em reivindicar, pois o art. 205 da Constituição Federal diz que ‘A educação é direito de todos e dever do Estado e da família…’, afirmou.

Para o vereador China é preciso ter uma legislação que impeça que o município entregue as chaves das casas aos mutuários, caso o local não tenha escolas, creches, postos de saúde e outros benefícios de primeira necessidade aos moradores. "Daqui uns dias será entregue o Loteamento Rio de Janeiro, com mais de 2.000 mil casas, e lá não tem escola, posto de saúde e nem creche para atender esses futuros moradores", alertou.

João Gilberto Ripposati (PSDB) lembrou que no ano passado a presidente Dilma Rousseff assinou uma Portaria (168/13) determinando que a partir da data da sua publicação os projetos do Programa Minha Casa Minha Vida serão contratados junto com equipamentos sociais, como escola e postos de saúde. "Temos que cobrar e exigir que seja cumprida a Portaria assinada pela Presidente", alegou. 

O vereador Ismar Vicente dos Santos – Ismar Marão (PSB) informou que muitos mutuários que foram contemplados com casas nos Loteamentos Girassol e Copacabana, não mudarão para o local por não terem conseguido vagas na escola e/ou creche, no bairro mais próximo, para deixarem seus filhos. "Essas famílias estão correndo o risco de perder suas casas, o que não é justo, pois não foi fácil realizar o sonho da casa própria", argumentou Ismar Marão. 

 

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020