Após intenso diálogo com diversas classes envolvidas, o vereador Cléber Ramos (PROS) concluiu que o impasse em torno do aumento da tarifa de ônibus em Uberaba só chegará ao fim se a Prefeitura “for mais participativa”.

Segundo ele, tudo poderá ser resolvido se for retirado da planilha das empresas o CGO – Custo de Gerenciamento Operacional, o ISS – Imposto Sobre Serviço, além de um redirecionamento do IPVA. “Cabe ao prefeito, neste caso, entrar em contato com o Estado e negociar, encontrando uma forma de haver um desconto nesse imposto para as empresas.”

Cléber ainda apontou que a prefeitura precisa subsidiar a passagem, “tornando o preço mais acessível”. Para ele, “não existe mágica”, já que tudo isso consta na planilha apresentada pelas empresas como motivos para o aumento na tarifa. “Assim, a prefeitura precisa analisar eagir. Ela precisa participar e se não faz isso, está contribuindo para o encarecimento das passagens. Eu busquei informações em outras cidades e vi queo governo municipal em outros lugares, age!”

O vereador citou o REITUP, Regime Especial de Incentivos para o Transporte Coletivo Urbano e Metropolitano de Passageiros, projeto que tramita no Congresso e propõe criar um sistema tributário diferenciado para desonerar o setor. “Os municípios precisam já engajar nessa causa e Uberaba, mais ainda. A empresa não pode ficar sozinha com os custos.”

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020