Cléber reforça demandas junto à Semec
O vereador também questionou sobre a realização de concurso público como forma de atender aos anseios dos profissionais e garantir a continuidade de ações na Educação 
Em que pesem as reivindicações já terem sido aprovadas em plenário, o vereador Cléber Humberto Souza Ramos – Cléber Cabeludo (PDMB) reuniu-se, esta manhã (9), com a secretária de Educação, Silvana Elias, para reforçar as demandas para o setor. Na ocasião, o parlamentar questionou sobre a realização de concurso público para provimento da pasta, principalmente para composição do corpo docente. 
Diante disso, a secretária esclareceu que está em análise o concurso barrado no Tribunal de Contas, em virtude de 15 irregularidades encontradas no certame. “Dessas 15, 13 já solucionamos. Em agosto o concurso deverá ser realizado”, anunciou, ressaltando que o maior motivo para a queda do IDEB é a alta rotatividade de profissionais. “Todos os dias perdemos professores para o Estado, porque lá o cargo é efetivo”, explicou Elias, solicitando o apoio dos vereadores na defesa, ao que Cléber comprometeu-se com a causa.
Entre as solicitações apresentadas à secretária pelo parlamentar, algumas já estão em andamento e outras já foram providenciadas. Como, por exemplo, a equiparação salarial dos diretores da educação infantil e da fundamental. “Não vejo razão para essa diferença, haja vista que, na minha avaliação, os diretores de creches possuem tanta responsabilidade quanto aos demais por estarem lidando com seres humanos no momento mais importante de sua formação”, argumentou. Diante da justificativa do parlamentar, a secretária garantiu que já foi criada comissão para discutir o plano de carreira dos profissionais, no qual a solicitação de Cléber deverá ser apreciada. 
Em outro requerimento, o vereador defendeu a indicação de dois vice-diretores para as escolas municipais que possuem mais de 900 estudantes. Conforme explicou Elias, a questão já foi resolvida com a indicação de um coordenador, entre os próprios professores das instituições, para auxiliar o vice-diretor em suas atividades. “É uma forma de otimizar as tarefas e, com isso, melhorar a qualidade dos serviços na área educacional. A indicação do coordenador já nos contempla”, salientou o vereador.
“A Educação Infantil deve estar no mesmo nível da Fundamental, não podendo ser tratada como subensino”, emendou Silvana. Outra reivindicação do vereador é a implantação de cargo de vice-coordenador em todos os Centros Municipais de Educação Avançada. Segundo ele, além da quantidade de alunos, essas entidades desenvolvem diversos projetos que sobrecarregam o gestor. Quanto à demanda, Silvana constatou sua legitimidade e, após a regularização de algumas pendências das entidades, tomará as providências necessárias.
Em outro requerimento defendido junto à gestora, o vereador reivindica a permanência de um ajudante de classe para auxiliar os professores nas salas de aula de creches municipais que possuem mais de 25 alunos. De acordo com Cléber, a educação proporcionada às crianças em seus primeiros anos de vida é decisiva em sua formação. Por isso, é preciso disponibilizar o aparato necessário para a eficácia do processo educacional. “São crianças em formação da moral, da responsabilidade, da criação dos valores culturais e familiares. Com as salas lotadas, o professor, sozinho, não consegue atender a contento todos os alunos”.
Cléber também voltou a defender a desapropriação de área ao lado da Escola Municipal Frei Eugênio para ampliação, ao que a secretária comprometeu-se a enviar um engenheiro para avaliar as condições estruturais do local. Na ocasião, Elias informou que todas as demandas que ainda não foram atendidas serão analisadas. Ela destacou também que desde janeiro foram designadas comissões, formadas por diretores e outros representantes das escolas e centros de educação infantil, para o levantamento de problemas e demandas, bem como possíveis soluções, que são encaminhados à pasta. “O que é possível, transformamos em ação legal para efetivação das ações”, salientou a gestora, para quem a participação daqueles que estão diretamente ligados ao dia-a-dia das instituições de ensino é essencial para o desenvolvimento, devendo ser ouvidos. 

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020