Pela primeira vez em mais de 100 anos Uberaba terá duas bibliotecas públicas municipais. O Legislativo aprovou na reunião desta quarta-feira o Projeto de Lei de autoria do Executivo que autoriza a criação da Biblioteca Pública Municipal Antonio Carlos Marques.

No documento é explicado que através do Decreto Estadual número 45.070/2009, o Governo do Estado de Minas Gerais delegou à Secretaria de Estado de Cultura (SEC) a competência para firmar, como representante do Estado, contratos de doação de periódicos, livros, CD's e equipamentos, dentro do Projeto Minas Leitora. Já o Decreto Estadual número 45.789/2011, delegou ao Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas Municipais a competência de incentivar a criação, expansão e manutenção das bibliotecas públicas no Estado, efetivando o processo seletivo de proposta para criação de novas unidades no Estado.

O projeto de Uberaba está inserido neste contexto. A sede da nova biblioteca vai funcionar no Centro Municipal de Educação Avançada (Cemea), da Avenida Orlando Rodrigues da Cunha, 1.853, bairro Abadia.

A superintendente das Bibliotecas Públicas Municipais, Ivanilda Barbosa, explicou aos vereadores que assim que assumiu a função fez a proposta de criação de novas bibliotecas nos bairros. Segundo ela, o objetivo é possibilitar o acesso ao livro e a leitura para todos os cidadãos, até mesmo aos moradores de rua. “Nós queremos construir cidadania no dia a dia”, disse Ivanilda, que citou exemplos como a Colômbia, Portugal e Espanha, que utilizaram as bibliotecas públicas para tirar os jovens das ruas.

A escolha do bairro Abadia, de acordo com a superintendente, aconteceu pelo número populacional e as confluências de aproximadamente 15 bairros, com um total de 80 mil habitantes. Além disso, Ivanilda explicou que o Cemea já conta com uma estrutura pública, onde são realizados atendimentos a jovens e adultos.

“Assim como a Biblioteca Bernardo Guimarães foi criada em 1909, o destino dela será para sempre”, afirmou a superintendente, sobre a nova biblioteca.  

O nome fornecido à biblioteca presta homenagem ao jornalista Antônio Carlos Marques, representante das artes plásticas, mobilizador da cultura popular, protetor e disseminador do Folclore da região. É considerado um promotor e defensor da cultura afrodescendente, além de uma referência cultural em Uberaba e região.

O líder do Executivo, Elmar Goulart (SD) elogiou a escolha do nome de Antônio Carlos, destacando que o jornalista merece o reconhecimento. O vereador João Gilberto Ripposati (PSD) comentou que é uma biblioteca do povo e para o povo, “é um ganho para a comunidade”, afirmou.  

De acordo com Samir Cecílio (PSDB) é um sonho antigo, de promover a difusão das bibliotecas no Município. “Este é o primeiro passo para a concretização deste sonho”, afirmou o vereador.

Franco Cartafina (PRB) contou que montou no gabinete dele no bairro Morumbi um ponto de leitura, com livros doados. “E o curioso é que as pessoas vão lá apenas para trocar os livros, após a leitura, buscando algo novo”, disse. Para Franco, o que falta talvez são mais estímulos. “As pessoas quando têm oportunidade se interessam sim pela leitura”, finalizou o parlamentar.

A superintendente Ivanilda ainda explicou que a Biblioteca Antonio Carlos Marques vai iniciar com 1.500 exemplares, inclusive obras em braile. Ela também adiantou que estão criando um sistema de bibliotecas da cidade, onde a pessoa vai poder pesquisar antes, pela internet, onde está o livro de seu interesse.

Jorn. Hedi Lamar Marques
Departamento de Comunicação CMU
11/11/2015

SIGA A CÂMARA

  • (34) 3318-1700

    Praça Rui Barbosa, 250 - Centro

    CEP.: 38010-240

    Uberaba - MG

  • FACEBOOK

    Acesse nossa página no Facebook, acompanhe o dia-a-dia e as notícias de última hora, interaja e participe.

  • YOUTUBE

    Acesse nosso canal no YouTube, acompanhe o dia-a-dia e as notícias de última hora, interaja e participe.

  • FLICKR

    Baixe as fotos do dia-a-dia da Câmara Municipal de Uberaba no Flickr oficial

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020