Atendendo a um convite do vereador Edcarlo dos Santos Carneiro “Kaká Carneiro” (PR), as conselheiras Monalisa Santos Araújo e Maria José da Silva Assunção, participaram da reunião ordinária desta quarta-feira (21) para apresentar o relatório de atividades realizadas no ano de 2017 pelo Conselho Tutelar dos Direitos da Criança e do Adolescente.

“Kaká” justificou o convite alegando que o ato de violência contra crianças e adolescentes é de responsabilidade de todos, principalmente do Poder Público. Ele disse que o pedófilo destrói a vida da criança no presente e no futuro. Para o representante do Legislativo, a criança nasceu para ser amada e não abusada.

A conselheira Maria José expôs que o Conselho trabalha na linha de frente. “Estamos na primeira fase sobre violação dos direitos da criança e do adolescente. Recebemos as denúncias e as encaminhamos aos nossos parceiros para a execução”, informou. 

Quanto aos atendimentos realizados em 2017, Monalisa destacou que foram cerca de 2 mil. Ela destacou que 887 casos foram  de orientações básicas e 330 referentes à solicitações de vagas nas escolas para crianças com idade entre 0 e 3 anos. A conselheira enfatizou que esta é uma determinação legal e que, mesmo tratando-se de uma obrigatoriedade, em Uberaba não há vagas para atender todas as crianças, principalmente próximo as suas moradias.

De acordo com Monalisa, no ano passado 50 crianças nesta faixa etária ficaram sem atendimento escolar, sendo que a Secretaria Municipal da Educação tem se esforçado para atender a demanda, mas esbarra na falta de recursos financeiros. “Para abrigar todas as crianças, é preciso construir novos Cemeis, e o município precisa de verbas do Estado, o que não está fácil de conseguir”, enfatizou a conselheira.

“Marão” expôs sua preocupação com relação às crianças que não têm onde ficar quando seus pais vão para o trabalho. “Ficam com vizinhos ou sozinhos, o que pode caracterizar abandono de incapaz”, disse ele.

Para auxiliar o Conselho Tutelar quanto às demandas que requer a atenção do Poder Público, o vereador solicitou a formação de uma comissão de vereadores com a finalidade de buscar melhorias para o Conselho. Uma das solicitações é com relação à quantidade de veículos. “Apenas um carro não é suficiente para atender o Conselho”, argumentou o parlamentar.

O vereador Antônio Ronaldo Amâncio “Ronaldo Amâncio” (PTB) questionou se as crianças que sofreram abusos têm acompanhamento psicológico. Monalisa explicou que elas são encaminhadas ao Centro de Referência da Criança e Adolescentes do Município que, junto com o Hospital Escola, tem oferecido assistência a estas crianças. “Esse cuidado é muito importante, pois a criança que sofreu abuso na infância poderá ser um abusador no futuro”, alertou a conselheira.

Com referência ao grande número de atendimentos realizados em 2017, Rubério Santos (PMDB) acredita que se deve ao fato de que hoje as pessoas estão mais conscientizadas e também acreditam no trabalho do Conselho.

Monalisa informou que o Conselho está à disposição da comunidade durante 24 horas, com sede na rua Barão do Triunfo, 61, bairro Mercês. Até as 18h a população pode ligar nos telefones 3312-6929/3322-6347. Após as 18h e nos finais de semana, o contato deve ser realizado através do celular 99994-2756.

 

 

Jorn. Cássia Queiroz

Departamento de Comunicação da CMU

21/02/2017

 

 

SIGA A CÂMARA

  • (34) 3318-1700

    Praça Rui Barbosa, 250 - Centro

    CEP.: 38010-240

    Uberaba - MG

  • FACEBOOK

    Acesse nossa página no Facebook, acompanhe o dia-a-dia e as notícias de última hora, interaja e participe.

  • YOUTUBE

    Acesse nosso canal no YouTube, acompanhe o dia-a-dia e as notícias de última hora, interaja e participe.

  • FLICKR

    Baixe as fotos do dia-a-dia da Câmara Municipal de Uberaba no Flickr oficial

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020