Proposta de autoria da vereadora Denise Max (PR) não passou no Plenário da Câmara por causa do vício de iniciativa. O Projeto de Lei número 12, que tem a co-autoria do vereador Ismar Vicente dos Santos “Marão” (PSB), tratava da inclusão e uso do nome social de travestis e transexuais nos registros dos serviços públicos prestados no âmbito do Município.

A intenção da vereadora era de que os interessados na Lei pudessem ter direito a escolha do tratamento nominal, com o nome social colocado entre parênteses, antes do respectivo nome civil. Porém, de acordo com a Comissão de Justiça, Legislação e Redação, a proposta deve ser apresentada pelo Poder Executivo, sendo inconstitucional.

Denise lembrou que o projeto é de extrema importância social, não apenas para os GLBTs, uma vez que a mudança do nome social pode oferecer mais qualidade de vida a muitas pessoas. “Temos o dever como cidadãos de respeitar e garantir este direito”, afirmou a vereadora.

De acordo com a autora do Projeto, ela pretende lutar para que o mesmo se torne realidade. Na votação do parecer de inconstitucionalidade foram 12 votos favoráveis e cinco contrários, fazendo com que o projeto fosse arquivado.  

Denise disse que pretende transformar a proposta em Requerimento, que será encaminhado ao prefeito Paulo Piau.

 

Jorn. Hedi Lamar Marques
Departamento de Comunicação CMU

SIGA A CÂMARA

  • (34) 3318-1700

    Praça Rui Barbosa, 250 - Centro

    CEP.: 38010-240

    Uberaba - MG

  • FACEBOOK

    Acesse nossa página no Facebook, acompanhe o dia-a-dia e as notícias de última hora, interaja e participe.

  • YOUTUBE

    Acesse nosso canal no YouTube, acompanhe o dia-a-dia e as notícias de última hora, interaja e participe.

  • FLICKR

    Baixe as fotos do dia-a-dia da Câmara Municipal de Uberaba no Flickr oficial

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020