Deficientes Visuais denunciam em Tribuna falta de respeito
O representante da Associação dos Deficientes Visuais Independentes – ADVI, David Elias Bernardes ocupou a tribuna na sessão ordinária na tarde de quarta-feira (11) denunciando aos vereadores a falta de respeito a que são submetidos na sociedade. Segundo ele, faltam ações que auxiliam na mobilidade não só dos deficientes visuais. 
Para tentar mudar essa realidade, eles estão criando a ONG, que será uma ferramenta na luta juntos aos poderes públicos. O convite para a participação na tribuna partiu do vereador Lourival dos Santos (PC do B), que caminhou por diversos pontos da cidade e detectou obstáculos por toda a parte.
David reconheceu que Uberaba é uma cidade boa para se viver, mas que falha na questão da inclusão e mobilidade de deficientes. “Nós, deficientes, precisamos lutar pelos nossos direitos. Peço a atenção do Secretário de Transporte, porque uma coisa é estar na direção, outra é ser um pedestre com necessidades. Precisamos de mais atenção dos nossos legisladores”, disse.
Lourival mostrou indignação diante do fato relatado de que os poucos sinais sonoros existentes deixam de funcionar após as 17h e também aos finais de semana. “Isso é uma afronta, infringe o direito de ir e vir. São cidadãos e merecem respeito”. Além disso, em ocasião da reforma do prédio, o edil sugestionou, com o apoio do colega José Severino Rosa (PT) que seja instalado nas calçadas do paço o piso podotátil – que facilita a locomoção dos deficientes visuais. O presidente Luiz Dutra compreendeu a importância do pedido e se comprometeu a estudar a possibilidade, respeitando a planilha de custos, junto a empresa executora da obra. 
No sentido de garantir a mobilidade através do piso apropriado, o vereador Marcelo Borjão (DEM) lembrou que desde 2009 vem protocolizando na Casa alguns projetos, mas que nunca foram atendidos pela administração municipal. “O prefeito trata os deficientes com total descaso”.
De encontro a esta proposta de inclusão e mobilidade, o vereador Professor Godoy (PTB) anunciou que será realizada uma Audiência Pública sobre os deficientes na cidade, no dia 17 de maio. “Soubemos da realidade através de um censo realizado pela prefeitura, através de minha iniciativa, e notamos que são muitos, mas são pouco atendidos. Na audiência, pretendemos não só discutir as dificuldades dos cegos, mas todas as deficiências”, alertou o vereador que também já pediu sinal sonoro obrigatório através de um projeto de lei, com o apoio e assinatura dos colegas. 
Também partiu do vice-presidente da Casa, o vereador Itamar Rezende (DEM), a ideia, transformada em projeto de lei, de que os carnês de IPTU devessem ser enviados em braile para facilitar a vida do deficiente, gerando inclusão e cidadania. “Mas não houve avanço nem nesse pedido, tido como inconstitucional”, lamenta. 
João Gilberto Ripposati (PSDB) parabenizou a iniciativa do grupo em criar uma ONG, que possibilitará o desenvolvimento de várias ações.  “Quem vive um problema sabe melhor que todos nós e vocês são a voz para fazer valer as políticas públicas”.  Almir Silva (PR) aponta que qualquer ação que venha a facilitar a vida do deficiente é bem vinda.  “É preciso facilitar a vida de quem não enxerga, por exemplo. O certo é fazer um teste com quem cuida do trânsito, vedar seus olhos e pedir que atravesse a rua”, desafiou. 

SIGA A CÂMARA

  • (34) 3318-1700

    Praça Rui Barbosa, 250 - Centro

    CEP.: 38010-240

    Uberaba - MG

  • FACEBOOK

    Acesse nossa página no Facebook, acompanhe o dia-a-dia e as notícias de última hora, interaja e participe.

  • YOUTUBE

    Acesse nosso canal no YouTube, acompanhe o dia-a-dia e as notícias de última hora, interaja e participe.

  • FLICKR

    Baixe as fotos do dia-a-dia da Câmara Municipal de Uberaba no Flickr oficial

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020