A vereadora Denise Max “Denise da Supra” (PR) quer leis mais rígidas para crimes que envolvam zoofilia no País. Como a iniciativa precisa acontecer no âmbito federal, a vereadora enviou dois ofícios ao deputado federal José Ricardo Alvarenga Tripoli (PSDB/SP), um conhecido defensor da causa animal.

Uma das solicitações realizadas ao parlamentar é a elaboração de uma Lei Federal que torne a zoofilia crime hediondo. Ela destaca que são vários os casos ocorridos no Brasil envolvendo estupros contra animais. 

Consta no documento que, segundo a psicologia baseada na Teoria Freudiana, a zoofilia é classificada como um transtorno da sexualidade humana. Em leituras tradicionais, a zoofilia é considerada uma perversão sexual humana, que é ligada a transtornos neuróticos, rudez, insensibilidade e grosseria, aliada as ideias de bloqueios afetivos com parceiros humanos. “Os zoófilos são pessoas isentas de qualquer sentimento de piedade e respeito para com os animais”, afirmou Denise.       

Ainda de acordo com a vereadora, estes criminosos aproveitam a vulnerabilidade dos animais frente aos humanos para praticar o estupro. “O mais revoltante é que o criminoso, mesmo sendo atuado em fragrante geralmente, não é condenado”, acrescentou.

Por esse motivo, Denise defende a necessidade de existir uma lei severa, que realmente puna os criminosos que praticam esse ato perverso e insano contra animais indefesos. “Muitos países como, por exemplo, a Alemanha, já aprovaram leis que tratam a zoofilia como crime”, argumentou.  

“Esperamos que o Brasil siga exemplos de países que respeitam os animais e  puna exemplarmente todos aqueles que comete atos cruéis contra eles, pois só assim os animais terão a chance de viver em paz”, concluiu a vereadora.

Denise também pediu ao deputado a elaboração de outra lei federal, com o objetivo de proibir a divulgação na internet de vídeos pornográficos de pessoas com animais (zoofilia).  Neste caso, ela evidencia a urgência da solicitação, devido a infinidade de vídeos existentes na rede, inclusive estimulando outras pessoas a manterem relações sexuais com animais.

A vereadora ainda lembrou que os sites não são bloqueados e qualquer pessoa pode acessar, inclusive crianças. “Estes sites repugnantes precisam ser retirados urgentemente, para que os animais, principalmente os errantes, tenham mais paz”, finalizou Denise.

 

 

Jorn. Hedi Lamar Marques
Departamento de Comunicação CMU
30/06/2016

 

 

 

 

 

 

 

 

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020