A medida pode evitar a necessidade de sacrificar os cães doentes

A vereadora Denise Max “Denise da Supra” (PR) está propondo ao governo municipal a utilização do chamado “Encoleiramento Inverso”, como forma de evitar o sacrifício de animais. As coleiras antiparasitárias são utilizadas em animais contaminados com leishmaniose, como forma de combater a doença sem precisar utilizar a eutanásia nos cães.

Segundo Denise, o Encoleiramento Inverso é a nova possibilidade de proteção contra a doença e uma alternativa para evitar a necessidade da eutanásia de animais já contaminados com o protozoário da leishmaniose. A substância chamada deltrametrina, presente na coleira, possui duas ações, primeiro atua como repelente, mantendo longe o mosquito-palha, transmissor da leishmaniose, e ainda como inseticida, agindo como controlador do mosquito, não deixando que ele pique o animal infectado e transmita o protozoário para um animal sadio.

Conforme lembrou a vereadora, de acordo com o veterinário Ricardo Luiz Cortez, idealizador da coleira, o acessório também pode ser utilizado em um animal sadio, com a função de deixar longe o mosquito transmissor da leishmaniose.

 

 

Jorn. Hedi Lamar Marques
Departamento de Comunicação CMU
12/06/2018

SIGA A CÂMARA

  • (34) 3318-1700

    Praça Rui Barbosa, 250 - Centro

    CEP.: 38010-240

    Uberaba - MG

  • FACEBOOK

    Acesse nossa página no Facebook, acompanhe o dia-a-dia e as notícias de última hora, interaja e participe.

  • YOUTUBE

    Acesse nosso canal no YouTube, acompanhe o dia-a-dia e as notícias de última hora, interaja e participe.

  • FLICKR

    Baixe as fotos do dia-a-dia da Câmara Municipal de Uberaba no Flickr oficial

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020