Através do Requerimento 111/14, aprovado na reunião de hoje (20), a vereadora Denise Max – Denise da Supra (PR), solicita ao prefeito Paulo Piau a criação de um Gatil Municipal (abrigo para gatos), vinculado ao Departamento de Zoonoses, para gatos abandonados e maltratados que perambulam pelas ruas de Uberaba, a maioria doentes e famintos. "Nossa ideia é que se tenha o espaço e sejam aplicadas políticas públicas para esses animais, que muitas vezes nunca foram a um médico veterinário", disse. 

A vereadora informou que em Uberaba ainda não existe uma ONG voltada especificadamente para abrigar e acolher os felinos abandonados, e os lares temporários existentes são insuficientes, bem como o número de adoção é pequena.

Denise ressaltou que a adoção de gatos ainda é muito pequena, o que não ajuda a resolver o problema. Portanto, ela acredita que a criação de um gatil é a solução para amenizar os problemas que vem incomodando as pessoas envolvidas na causa animal.

Em seu pronunciamento, a vereadora aproveitou para denunciar a atitude dos vigilantes sanitários que ao inspecionar comércio de gênero alimentício se deparam com gatos ou cachorros, mesmo sendo de propriedade do dono do estabelecimento, e exigem que sumam com os animais. "Isto é falta de compaixão e sensibilidade por parte destes funcionários públicos. Qualquer vida tem que ser respeitada, a nossa Constituição Federal garante que os animais tenham uma vida digna", manifestou.

Denise disse que o secretário de saúde garantiu uma palestra educativa aos funcionários da vigilância sanitária. Outra situação lamentável exposta pela vereadora é o fato dos animais não poderem entrar nos asilos. "Muitos idosos têm o seu cão ou gato de estimação e que gostaria de conviver com eles. Eles já são afastados da família e não deixam ver seus animais, é muito triste", declarou. Denise ficou indignada quando teve conhecimento dessa imposição dos asilos, "se até no Hospital Albert Einstein, um dos maiores hospitais do país, é permitido entrar com animais de estimação, pois entendem que colabora na recuperação dos doentes, porque não permitir que entrem nos asilos", indagou a vereadora.

 

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020