O novo presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Girolando, Luiz Carlos Rodrigues, toma posse no dia 10 de fevereiro no Tatterasal Rubico Carvalho, no Parque de Exposições Fernando Costa. Esta tarde ele visitou o presidente da Câmara Municipal, vereador Luiz Humberto Dutra, quando o convidou formalmente para o evento e discutiram assuntos á cadeia leiteira. O novo presidente compôs a atual gestão, do presidente Jonada Ma, como diretor financeiro. Criador em Uberaba e Conquista de Girolando, Gir e Holandês, ele vai presidir a entidade no triênio 2017/2019.

Megaleite-Uberaba. Dutra lembrou o apoio à candidatura do atual presidente da ABCZ, Arnaldo Manuel Machado Borges, desde que se comprometeu a reabrir as portas da associação e do Parque Fernando Costa para o povo. “O zebu e a Expozebu são mais do que dos criadores, são do Brasil e a comunidade, sobretudo regional – mesmo quem não cria gado – precisava voltar a ter orgulho disto”, destacou Dutra.

O presidente disse isto como preâmbulo para falar da Megaleite, criada e tradicionalmente realizada em Uberaba e que no ano assado aconteceu em Belo Horizonte. “A Megaleite em Uberaba é causa nossa”, afirmou. O presidente eleito da Girolando concordou: “É de Uberaba mesmo”. Mas logo explicou que este ano, mais uma vez, será realizada na capital. O Governo do Estado, conforme ele, considerando a versão 2016 e deste ano, investiu via Codemig cerca de R$ 3 milhões na feira que – continuou –  em 2015, a última vez que foi realizada em Uberaba, acabou deficitária em R$ 494 mil.  No entanto ele reforça que “nesta gestão, é preciso tentar fazer em Uberaba, mas com a segurança de não ocorrer prejuízo”.

Dutra se dispôs a colaborar. Em sua opinião, a Expozebu e a Megaleite são tradicionais de Uberaba. Ele sugeriu a formação de comitiva de Uberaba para ir às autoridades do Estado a fim de garantir os subsídios para que em 2018 seja realizada em Uberaba.

Indústria.  Com o fechamento da Copervale, dezenas de pessoas ficaram desempregadas e a cidade passou a vender para fora toda a produção de leite. Dutra levantou a questão no encontro com o presidente da Girolando, também manifestando a intenção em colaborar na captação de empresa do setor para o Município. Luiz Carlos afirmou que este é um desafio importante, mas possível com a união de forças

Mercado nacional. O mercado do leite que manteve-se em ascensão  entre agosto e outubro de 2016, encerrou o ano amargando nova queda, o que se prolonga até agora. Mas as perspectivas de acordo com o presidente eleito da Girolando são de melhoria ainda para este semestre. O valor médio do litro ao criador brasileiro hoje oscila entre 1,70 a 2,00. Mesmo com  produção de 34 bilhões (entre 70% a 80% dos criatórios de girolando)   o Brasil ainda enfrenta desequilíbrio no setor leiteiro no que diz respeito à importação X exportação, e o novo presidente da Girolando sinaliza para o que seria uma “importação desleal”.

Durante a visita de cordialidade, Dutra se identificou com consumidor contumaz de leite. “Fui criado com leite de vaca. Não fico sem de jeito nenhum”, disse. E lembrou a época, ainda menor, quando ajudava o pai, Abadio Dutra, na sua linha de distribuição de leite pela cidade, quando isto ainda ocorria nas antigas ‘carrocinhas’ entre as décadas de 60 e 70.

 

Jorn. Gê Alves

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020