Pensando nos oficiais e atiradores do Tiro de Guerra, o presidente da Câmara, Luiz Humberto Dutra (SD), está solicitando ao prefeito Paulo Piau, através de Requerimento, a elaboração de Projeto de Lei, que estabeleça a gratuidade no transporte coletivo de passageiros para esses integrantes do Tiro de Guerra na cidade.  De acordo com Dutra, as empresas de transporte público concederiam gratuidade para os oficiais e atiradores, devidamente fardados durante sua jornada, mediante a apresentação da carteira de passe livre emitida por órgão determinado pelo Poder Executivo.  "Os oficiais da Polícia Civil, Militar e Federal têm gratuidade de passagem no transporte público coletivo de passageiros, porém os oficiais e atiradores do Tiro de Guerra não possuem este benefício", disse. 
O presidente ressaltou, ainda, que as organizações militares, para atender as suas necessidades operacionais e de composição de seus efetivos nos quadros durante o curso de atirador, se vêem obrigadas a designar seus membros a se deslocarem para o Tiro de Guerra. "Dessa forma, esses militares, impelidos pelo dever e usuários obrigatórios do transporte coletivo, procuram se deslocar fardados para obterem a gratuidade e não despenderem gastos com as tarifas desse serviço", frisou.
Dutra explicou que as organizações militares encaminharão ao órgão responsável pela emissão do passe livre a relação dos militares beneficiários desta Lei. "O passe livre será emitido em até 20 dias após a sua solicitação, com validade de um ano. A carteira deverá conter palavras, expressões ou símbolos que identifiquem o seu portador como oficial/atirador do Tiro de Guerra", concluiu o parlamentar.
Jorn. Karla Ramos
Dep. Comunicação
15/05/2015

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020