“É uma honra virar uberabense, terra da guerreira Lucília Rosa”, ressaltou a ministra do Planejamento do Governo Dilma Rousseff (PT), Miriam Belchior, ao receber nesta terça-feira (09) – no Plenário da Câmara Municipal de Uberaba – o Título de Cidadã Uberabense. O título foi concedido pelo vereador Samuel Pereira, com apoio dos demais 13 vereadores do Poder Legislativo. Além da ministra, participaram da solenidade de entrega da homenagem o prefeito de Uberaba, Paulo Piau (PMDB), e o secretário do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), o uberabense Maurício Muniz.

A solenidade foi comandada pelo presidente da CMU, Elmar Goulart (SD), com as presenças dos vereadores Samuel Pereira (PR), Kaká Se Liga (PSL), João Gilberto Ripposati (PSDB), Luiz Dutra (SD) e Franco Cartafina (PRB). Com o plenário lotado, a homenageada destacou, em seu discurso, os benefícios que os governos Lula e Dilma Rousseff trouxeram para Uberaba.

"Uberaba recebeu, para se ter uma ideia, nos governos Lula e Dilma, recursos para a construção, dentro do Minha Casa, Minha Vida, de 20,5 mil casas, parte já construída, parte em construção. Isso representa que ¼ da população de Uberaba vai morar dentro das casas do Minha casa Minha Vida", ressaltou Miriam Belchior. Ela lembrou ainda, e foi muito aplaudida, que Uberaba venceu a disputa com Ribeirão Preto e ficou a fábrica de fertilizante. "A presidente Dilma nunca cansa de dizer o carinho que tem por Uberaba, terra onde seus pais se conheceram", disse.

A ministra do Planejamento destacou ainda o trabalho realizado por Maurício Muniz por Uberaba dentro do PAC.

Em seu discurso, o presidente da Câmara, Elmar Goulart, destacou a valorização da ministra pelos vereadores. "Uma mulher talentosa que vem fazendo um grande trabalho no Ministério do Planejamento. Uberaba só tem a agradecer o que a ministra vem fazendo pela cidade", ressaltou.

Já o prefeito Paulo Piau, no seu discurso, lembrou o que representa Uberaba e os benefícios que o Governo Federal conseguiu para o município. "Uberaba, que á terra do zebu, do Chico Xavier, de Peirópolis, é a terceira cidade que mais emprega em Minas Gerais e que o ICMS cresceu o dobro da média nacional. É também a terra onde os governos Lula e Dilma beneficiaram e muito com as criações da UFTM e IFTM", destacou.

Engenheira de alimentos formada pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), com mestrado em Administração Pública e Governamental da Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP) da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Mirim Belchior foi professora, até 2008, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA/USP) e tem assento no conselho de administração da Eletrobras. Foi casada com o ex-prefeito de Santo André, Celso Daniel, assassinado em 2002.

Secretária de Administração e Modernização Administrativa da Prefeitura de Santo André de 1997 a 2000. Coordenou o Programa de Modernização Administrativa, selecionado como uma das 100 melhores práticas públicas do mundo pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2000.

Também foi Secretária de Inclusão Social e Habitação da Prefeitura de Santo André, de 2001 a 2002. Coordenou o Programa Santo André Mais Igual, selecionado como uma das 10 melhores práticas públicas do mundo pela ONU, em 2002. Integrou a Equipe de Transição do Governo Lula em 2002.

Entrou para o governo de Luis Inácio Lula da Silva, como assessora especial do Presidente da República, exercendo o cargo de janeiro de 2003 a junho de 2004. Foi subchefe de Articulação e Monitoramento da Casa Civil da Presidência da República a partir de junho de 2004, responsável por articular a ação de governo e monitorar os projetos estratégicos. Em 2007, ocupou a secretaria executiva do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A partir de abril de 2010, com a saída da então ministra Dilma Rousseff , tornou-se Coordenadora Geral do PAC. 

— 

Departamento de Comunicação

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020