Eletricitários participam de sessão plenária

Durante a sessão plenária de hoje (16), o diretor do Sindicato dos Eletricitários de Uberaba, Samuel Antônio Chaves, a CEMIG desrespeita seus funcionários e também não investe na manutenção de suas redes de energia elétrica, o que demonstra seu desrespeito com a comunidade. Na semana passada, esta mesma fala foi feita pelo diretor do Procon, Sebastião Severino, em plenário. A categoria, que esta em greve, reivindica a redução dos contratos de terceirização e reajuste salarial, visto que o mesmo vem se achatando ao longo dos anos. Segundo Samuel, atualmente, o salário base do eletricitário é de R$ 850,00, somando a este o índice de periculosidade, o que atinge  R$ 1.300,00.
Ao reivindicar a redução da terceirização, o sindicato se baseia na falta de treinamento necessário para executar o serviço, o que tem acarretado um acidente a cada 45 dias. “São vidas que estão em jogo. Antes tínhamos seis terceirizadas, hoje são dezenas, e o serviço tem caído de qualidade e os acidentes aumentado”, afirmou.
Samuel também revelou que na década de 90, a CEMIG tinha 20 mil funcionários, sendo que hoje são apenas oito mil. De 19 superintendes, hoje a companhia tem 40. Em Uberaba, no mesmo período, a quantidade de funcionários caiu de 600 para 150, englobando a região. O sindicalista lembra que a demanda apenas cresce, enquanto a companhia não investe em manutenção e em pessoal. “A quantidade de problemas e de reclamações por si, já mostra a situação. São poucos funcionários, para uma grande quantidade de serviço e a companhia está preocupada com seus acionistas e não com a qualidade do serviço e nem com seu trabalhador”, destacou.
Ao comentar o descaso da CEMIG em relação aos funcionários, Samuel mostrou a Mesa Diretora, foto de um dos diretores da companhia, com os pés em cima da mesa, em posição de relaxamento, afirmando que estava naquela posição para mostrar o “quanto estava preocupado com os funcionários”. Para o sindicalista, a situação demonstra o que a companhia pensa dos trabalhadores e também o serviço que presta a comunidade, ou seja, “eles não estão preocupados desde que o lucro continue”.
O vereador Almir Silva (PR), autor do convite ao sindicato, lembrou que a greve é legal e de direito e que o serviço da companhia continua sendo prestado, visto que os funcionários, em sua maioria, são os de usinas e outros postos de trabalho, o que garante a continuidade do serviço de atendimento. Silva se colocou a disposição do sindicato. O vereador Tony Carlos, parabenizou o sindicato pelo trabalho que está realizando e afirmou concordar com as reivindicações da categoria, visto que o serviço da CEMIG tem deixado a desejar. O parlamentar afirmou que, de sua parte, os grevistas tem sua solidariedade e que estará à disposição para o que for preciso.

SIGA A CÂMARA

  • (34) 3318-1700

    Praça Rui Barbosa, 250 - Centro

    CEP.: 38010-240

    Uberaba - MG

  • FACEBOOK

    Acesse nossa página no Facebook, acompanhe o dia-a-dia e as notícias de última hora, interaja e participe.

  • YOUTUBE

    Acesse nosso canal no YouTube, acompanhe o dia-a-dia e as notícias de última hora, interaja e participe.

  • FLICKR

    Baixe as fotos do dia-a-dia da Câmara Municipal de Uberaba no Flickr oficial

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020