Ex-diretor do ICBC é alvo de graves denúncias na CMU

A mãe de uma deficiente visual fez graves denúncias contra o Instituto de Cegos do Brasil Central (ICBC), durante sessão ordinária de hoje (20-10), na Câmara Municipal de Uberaba.  Patrícia Cristina Lemos participou da reunião a convite do vereador Marcelo Machado Borges – Borjão, que está preocupado com a chegada de um Centro de Apoio Pedagógico Para a Pessoa Com Deficiência Visual (CAP) Federal a Uberaba. No entanto, Borjão não pôde participar da sessão, devido a problemas de saúde. A cidade já conta com um CAP estadual, atualmente em funcionamento na Escola Estadual Professor Alceu Novaes, que recentemente recebeu uma verba de R$ 480 mil do governo estadual para readequação e construção de novas salas. Um dos questionamentos é se a cidade comporta dois Centros.
Patrícia lembrou que o CAP chegou a Uberaba há uma década, sendo que durante vários anos funcionou dentro do ICBC, onde enfrentou muitas dificuldades. Ela explicou que, em um determinado momento, o ex-diretor Carlos A. O. Borges se recusou a renovar o contrato com o governo do Estado, que pagava R$ 10 mil mensais pelo aluguel do espaço, além de bancar as contas de água, luz e telefone.  A situação revoltou Patrícia, que ficou sem ter onde colocar a filha para estudar, e chegou a viajar para Belo Horizonte, em busca de uma solução. Há cerca de dois anos CAP funciona na Escola Alceu Novaes Sobre a possibilidade de instalação do CAP federal na cidade, Patrícia acredita que o município não comporta duas entidades e acha um absurdo que esteja sendo cogitada à instalação dentro do ICBC, após tantas irregularidades, que ainda estão sendo investigadas. Ela também revelou no plenário, que o ex-diretor responde a inquéritos na área civil e criminal, após denúncia da prática de caixa dois. “O Instituto virou as costas ao Estado e aos pais dos deficientes”, disse Patrícia.
Além disso, de acordo com a denunciante, após fechamento da instituição, ela descobriu que o nome da filha estava em uma lista para receber R$ 125 mensais do governo, dinheiro que nunca recebeu, apesar de enfrentar muitas dificuldades no transporte da garota. Situação que deixou a mãe da aluna indignada.
Ainda durante a participação no plenário, o vereador Carlos Alberto Godoy (PTB) disse que na prestação de contas do ICBC colocado no site da instituição consta uma receita de R$ 18.774,60, que seria oriunda da CMU. O presidente Lourival dos Santos solicitou a Casa que faça levantamentos sobre o suposto repasse, uma vez que a casa está fazendo cortes nos gastos e não existe nenhum registro na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2008 para prevalecer em 2009, referente ao assunto.
Os vereadores se mostraram preocupados com as informações repassadas, e um representante do ICBC será convidado para comparecer ao plenário e fornecer as explicações necessárias.

 

 

SIGA A CÂMARA

  • (34) 3318-1700

    Praça Rui Barbosa, 250 - Centro

    CEP.: 38010-240

    Uberaba - MG

  • FACEBOOK

    Acesse nossa página no Facebook, acompanhe o dia-a-dia e as notícias de última hora, interaja e participe.

  • YOUTUBE

    Acesse nosso canal no YouTube, acompanhe o dia-a-dia e as notícias de última hora, interaja e participe.

  • FLICKR

    Baixe as fotos do dia-a-dia da Câmara Municipal de Uberaba no Flickr oficial

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020