O vereador Franco Cartafina (PHS) quer uma solução para a logística de transporte dos alunos que agora moram no recém-inaugurado bairro Residencial Rio de Janeiro. Ele disse que recebeu várias solicitações e questionamentos referentes ao assunto, e por isso está encaminhando um ofício para a superintendente regional de Ensino, Marilda Ribeiro.

Segundo Franco, percebe-se que a Secretaria Municipal de Educação está engajada em fazer estas adequações. Ele lembra que são aproximadamente 1.200 alunos, que precisam de vagas em escolas municipais e estaduais, sendo que a maioria se encontra em instituições perto de onde moravam e não nas proximidades do novo bairro.

“A logística do jeito que está fica difícil”, analisou o vereador. Segundo ele, o transporte realizado pela Prefeitura para deslocar quantidades isoladas de alunos deixa a situação complicada e mais cara.

A sugestão de Franco é a utilização da Escola Estadual Boulanger Pucci. Ele disse que soube por várias pessoas, inclusive professores, que a escola, recentemente reformada, está 100% ociosa no período da tarde. “São nove salas no total, que poderiam atender cerca de 30 a 35 alunos cada uma, mais quatro salas no período da manhã. Com isso poderiam atender cerca de 400 alunos no total”, analisou o parlamentar.

Para Franco, o Município tem condições de fazer esta logística de levar e buscar os alunos para um único lugar. “Eu não entende o porquê da negativa de que a escola seja utilizada na realocação destes alunos, que eles possam ocupar a escola”, disse o vereador, que decidiu encaminhar o documento a superintendência, realizando oficialmente o pedido. “Isto facilitaria a logística da prefeitura e economizaria verbas públicas”, finalizou Franco. 

O vereador Agnaldo Silva (PSD) disse que também encaminhou um requerimento à Superintendência, solicitando que a mesma se manifeste sobre o assunto. Agnaldo, que é presidente da Comissão de Orçamento e Finanças, sugeriu que a Comissão de Educação vá até a Superintendência de Ensino e, se for necessário, também procure a Secretaria de Estado de Educação, em Belo Horizonte.

Rubério dos Santos (PMDB) lembrou que o Município empresta prédios ao Estado, para a instalação de salas de aula. Ele contou ter tomado conhecimento de que as escolas que foram disponibilizadas para os alunos do Rio de Janeiro são a Felício de Paiva, no bairro Gameleiras 2, e a Doutor José Mendonça, no bairro Parque das Américas.

 

Jorn. Hedi Lamar Marques

Departamento de Comunicação CMU

10/04/2017

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020