Três projetos de autoria da Fundação Cultural foram aprovados na tarde de hoje (07) na Câmara Municipal. A primeira matéria analisada em Plenário cria no calendário oficial de eventos do Município, o “Domingo na Concha”, propiciando um maior atendimento aos anseios dos uberabenses no âmbito cultural.

Segundo Sumayra de Oliveira, presidente da Fundação Cultural de Uberaba, o “Domingo na Concha” promove a cultura musical uberabense e proporciona um espaço cultural único para apresentação dos artistas locais, bem como para apresentação de artistas de renome nacional e internacional, possibilitando aos cidadãos o acesso a uma vasta e diversificada cultura musical. “Cerca de 300 artistas, entre bandas, artistas solo, além de mega shows, como o de Kiko Zambianchi, o vocalista da banda de rock Detonautas, Tico Santa Cruz, o titãs Sergio Brito, Hanoi Hanoi, Arnaldo Brandão, Tiê e 14 BIS já passaram pelo projeto. A maioria cantando com bandas formadas por artistas uberabenses para valorizar os músicos da cidade.”

O projeto, que arrancou elogios da maioria dos parlamentares presentes na sessão, recebeu uma emenda de autoria do vereador Ismar Vicente dos Santos – Marão (PSB).  O segundo secretário da Mesa Diretora solicitou, que acrescentasse à matéria, apresentação de artistas locais, bem como daqueles de renome nacional e internacional, em todos os estilos e gêneros musicais no ‘Domingo na Concha’. O objetivo do vereador é dar oportunidade aos artistas de todos os estilos musicais existentes. “Não vejo apresentação de música sertaneja na Concha, por exemplo, e gostaria de ver esse gênero musical lá. O público sertanejo em Uberaba é muito grande e gostaria de solicitar à Sumayra (FCU) um evento teste no local”, disse.

A presidente da FCU ouviu as sugestões de todos os vereadores em Plenário e, ao final, esclareceu ao vereador Marão que já aconteceram shows sertanejos no projeto. “Temos uma pré-agenda enorme, pois muitos músicos querem se apresentar na Concha, pois o local é considerado palco principal pelos artistas uberabenses”, explicou.

Diante de alguns questionamentos sobre favorecimento nos contratos da Fundação para os shows do ‘Domingo na Concha’, Sumayra demonstrou desconhecer tais privilégios. “Não é somente uma pessoa, mas sim uma curadoria que faz a pré-seleção dos músicos que irão se apresentar no projeto. Mas, irei verificar essa situação.”

Em 2013, a Concha foi recuperada, recebeu três reformas e voltou a abrigar grandes eventos.

 

Apoio – Projeto de Lei que dispõe sobre a criação do Programa de apoio ao artista da Fundação Cultural de Uberaba também foi aprovado nesta segunda-feira. O Executivo justifica que a implementação do programa é de fundamental importância, pois gerará uma economia para o erário na medida que os custos com terceiros na contratação de artistas que prestam serviços contínuos à FCU serão eliminados. “Com efeito, atualmente a FCU conta com três grupos de oficineiros/artistas que desenvolvem trabalho contínuo junto à FCU, a saber, oficineiros que atuam no equipamento cultural Circo do Povo, oficineiros que atuam no equipamento cultural CEU das Artes e oficineiros que atuam junto à Orquestra Jovem. Apenas com estes oficineiros/artistas, a economia no corrente ano até o mês de agosto seria de cerca de R$ 37 mil com a eliminação da intermediação pela produtora. Vale destacar ainda, que diversas outras ações culturais poderão utilizar o Programa de Apoio ao Artista na contratação de oficineiros/artistas, como por exemplo a Orquestra Municipal que também está em processo de implantação.”

O projeto recebeu uma emenda aditiva assinada pelo vereador Ismar Vicente dos Santos Marão (PSB) e que foi aprovada [circo: capacitação e acesso ao Circo do Povo, com atividades de formação técnica, ampliação e profissionalização da escola de circo, através da composição de um grupo de professores devidamente capacitados]. Marão destacou que seu objetivo com a iniciativa é somente prestigiar os profissionais do Circo do Povo.

ECAU – O último Projeto de Lei da FCU aprovado na Casa é o que dispõe sobre a criação da Escola de Cultura e Artes de Uberaba – ECAU. Segundo texto da matéria, seu objetivo primordial é contribuir na transformação, criação e recriação das relações humanas da comunidade, além de proporcionar formação, ocupação, lazer e, ainda, profissionalização e geração de renda, bem como ser o embrião, dentro da cidade, de novos profissionais, grupos artísticos e cursos, relacionados à música, à dança, às artes cênicas, circenses, visuais e audiovisuais, bem como à arte na educação, mais amplos e abrangentes do que aqueles que hoje estão disponíveis em Uberaba. “O projeto, sobretudo, é uma proposta de fortalecimento, qualificação e profissionalização da arte e da produção cultural em Uberaba, através de parcerias, que trarão resultados práticos, que também poderão incidir diretamente nas escolas, além de cursos e convênios com o SATED/MG, voltados para a profissionalização artística, visando erradicar, ou pelo menos minimizar, o amadorismo, em todos os sentidos, que assola grande parte da classe artística uberabense e regional. Além disso, há uma urgência social na elaboração de Políticas Públicas Culturais de curto, médio e longo prazo sérias, que possam agregar valores humanos e econômicos à preservação, difusão, criação e produção da arte e da cultura de Uberaba e região.”

 

Jorn. Karla Ramos

Dep. Comunicação

07/12/2015

 

SIGA A CÂMARA

  • (34) 3318-1700

    Praça Rui Barbosa, 250 - Centro

    CEP.: 38010-240

    Uberaba - MG

  • FACEBOOK

    Acesse nossa página no Facebook, acompanhe o dia-a-dia e as notícias de última hora, interaja e participe.

  • YOUTUBE

    Acesse nosso canal no YouTube, acompanhe o dia-a-dia e as notícias de última hora, interaja e participe.

  • FLICKR

    Baixe as fotos do dia-a-dia da Câmara Municipal de Uberaba no Flickr oficial

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020