O Plenário da Câmara Municipal de Uberaba recebeu nesta terça-feira (8) a visita da imagem de Nossa Senhora da Abadia, durante a segunda Reunião Ordinária do mês de agosto. Um momento de religiosidade e fé, que já se tornou uma tradição durante a programação dos dias que antecedem o dia da padroeira da cidade, comemorado em 15 de agosto.

O pároco Idelfonso Braz dos Santos fez uma celebração para os vereadores e demais pessoas presentes, com transmissão ao vivo pela TV Câmara. Em seguida foi realizada a coroação da Santa, com cantos e orações.

E dentro da programação da festa, a missa do Legislativo será realizada na próxima quinta-feira, a partir das 19 horas. Na ocasião o vereador Edcarlo dos Santos Carneiro “Kaká Carneiro” (PR) vai entregar o Título de Cidadania Uberabense ao padre Idelfonso.

A quinzena teve início no dia 1° de agosto e a cada dia a celebração das 19h tem uma intenção. A missa sertaneja, que será celebrada na sexta-feira (11), com berrante e viola, será dedicada aos agricultores e pecuaristas. Logo após a missa acontece o tradicional leilão.

 

Origem – O culto a Nossa Senhora da Abadia teve origem nas imediações da cidade de Braga, Portugal e remonta ao século XII. No século XVI, no início da expansão colonial portuguesa foi difundido nas regiões colonizadas. No Brasil, o culto aos santos é uma tradição trazida de Portugal.

Segundo escritores uberabenses, a devoção popular a Nossa Senhora da Abadia iniciou-se, em Uberaba, em 1881. Por intermédio do capitão Eduardo José de Alvarenga Formiga e com o aval da Câmara Municipal, em 11 de agosto de 1881, foi concedida a licença para erigir a capela no Alto da Misericórdia.

A primeira missa, em 15 de agosto do mesmo ano, foi celebrada pelo Cônego Santos, diante de um cruzeiro, levantado no local onde, futuramente, seria construída a capela. Um ano após, em 15 de agosto de 1882, a imagem da Santa foi benta e realizou-se a primeira festa, em homenagem a Nossa Senhora da Abadia.

A capela foi entregue, em 1899, aos padres Agostinianos Recoletos que permaneceram no Santuário até 1915. No dia 16 de julho de 1921, por meio de um decreto de Dom Eduardo Duarte e Silva foi criada a paróquia de Nossa Senhora da Abadia, desmembrada da paróquia primeva de Santo Antônio e São Sebastião.

Com intenção de entregar o Alto da Abadia a um Instituto Religioso, o bispo Dom Frei Luiz Maria Santana convidou os padres estigmatinos, que aceitaram a missão e até hoje continuam à frente do Santuário. A Lei Municipal 10.196, de 14 de agosto de 2007, instituiu Nossa Senhora da Abadia como padroeira de Uberaba.

 

Fonte: Arquivo Público de Uberaba.

 

 

Jorn. Hedi Lamar Marques
Departamento de Comunicação CMU
08/08/2017

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020