Ainda durante a reunião desta quinta-feira (12), o presidente Ismar Marão aproveitou para falar do App MG Mulher, lançado esta semana pela Polícia Civil do Estado. Para baixar basta acessar as plataformas de aplicativos do Google ou Apple.

O aplicativo tem a finalidade de dar suporte a vítimas de violência doméstica. Através do App é possível ter acesso a endereços e telefones das unidades de polícia mais próximas de onde a mulher está, além de criar uma rede de amigos e familiares para que, em caso de necessidade, a vítima consiga acionar alguém rapidamente.

Além disso, o aplicativo MG Mulher conta com a ferramenta de localização, identificando, automaticamente, o local em que a vítima se encontra. O App também fornece conteúdos multimídia, com informações relativas à temática de violência doméstica. Através dele é possível assistir a vídeos, ler textos e ouvir áudios que visam auxiliar a mulher, ampliando seu conhecimento no enfrentamento do crime.

Apenas nos meses de janeiro e fevereiro, Minas já registrou 15 casos de feminicídio consumado e 42 tentados. No ano passado, foram 329 casos, entre consumados e tentados. Em relação à violência doméstica, o Estado registrou mais de 25 mil casos só nos dois primeiros meses do ano, representando mais de 17 ocorrências por hora.

Jorn. Hedi Lamar Marques

Departamento de Comunicação CMU

12/03/2020

 

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020