Na reunião ordinária de quinta-feira (04), a convite da vereadora Denise Max (PR), a tribuna do Plenário foi ocupada pelo morador do bairro Santa Maria, Marcelo Gutemberg de Souza, para solicitar que a Casa interceda junto Poder Executivo ou órgãos ligados ao meio ambiente, para evitar que a mata, conhecida como ‘Chácara do Seu Antônio’, localizada na esquina das avenidas Maranhão com Santa Beatriz, medindo cerca de 4 mil metros quadrados, seja desmatada para  a construção de imóveis residenciais e/ou comerciais.

A sugestão é que o lugar seja transformado num parque ou bosque municipal, como mais uma opção de lazer para os uberabenses. Marcelo ressaltou que o uberabense carece de mais espaços de lazer que tenham contato com a natureza, já que dos três bosques de Uberaba, apenas dois estão aptos para visitação. "É preciso preservar as matas que ainda existem na cidade. Elas é que proporcionam um meio ambiente equilibrado, com rios cheios e fartura de água". Ele enfatizou que não é contra o progresso: “ele precisa existir, mas não da forma como está acontecendo em Uberaba, desmatando de forma desenfreada as poucas matas que ainda existem”.

Marcelo informou que na área em questão existem diversas minas d’água, além de ser o habitat de dezenas de espécies, como saracura, tucanos, canários da terra, papagaios, sabiá, micos, entre outros. "É um espaço com temperatura amena, com diferença térmica de até quatro graus em relação aos outros locais", destacou Gutemberg.

A vereadora Denise, presidente da Comissão do Meio Ambiente da Câmara, disse que visitou a área e constatou que é uma grande riqueza que precisa ser conservada. Ela argumentou que a mata é o pulmão verde, que proporciona ar saudável aos moradores e dá vida aos animais. "Sou contrária ao desmatamento da área e fico indignada com pessoas que só pensam em dinheiro, que querem substituir árvores por prédios, não se preocupam nem mesmo com o futuro dos seus filhos e netos. Se o poder público não fizer algo para frear o desmatamento e conservar as matas que temos, não iremos suportar o calor e a água será um artigo de luxo", defendeu.

João Gilberto Ripposati (PSDB), defensor das causas ambientais, ressaltou a atitude de Marcelo Gutemberg, em buscar o apoio da Câmara. O parlamentar disse que já passou da hora de Uberaba ampliar seus parques ambientais e não permitir que destruam as matas que já estão formadas. Ele lembrou de outras matas que estavam correndo risco de desmatamento. A população se uniu, e através de abaixo assinado o processo foi revertido.

Devido ao adiantar da hora e por se tratar de um assunto que precisa ser discutindo num tempo maior, Ripposati pediu que o convidado voltasse numa próxima reunião, para continuar o debate. 

Marcelo Gutemberg informou que as pessoas que quiserem aderir à causa poderão assinar a petição online que está no endereço eletrônico:https://secure.avaaz.org/po/petition/Aos_Senhores_Vereadores_de_Uberaba_e_ao_Prefeito_Paulo_Piau_Peticao_pela_Preservacao_da_Chacara_do_Seu_Antonio/?afFukbb

Departamento de Comunicação

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020