Museus dos Dinossauros e Centro de Pesquisas
Paleontológicas são transferidos para a UFTM

Foi aprovado hoje (02/09), em plenário, o projeto de Lei que “autoriza a cessão real de uso da posse do centro de pesquisas paleontológicas Llewellyn Ivor Price e Museu dos Dinossauros da Fundação Cultural de Uberaba para a Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM). A matéria foi aprovada com uma subemenda e uma emenda modificativa. A Subemenda define o prazo de 50 anos para a cessão, podendo ser prorrogado por igual período e destaca que serão transferidos da Fundação Cultural para a UFTM todos os bens móveis existentes no Centro de Pesquisa e no Museu, retirando os bens imóveis, como estava na Lei. Outro ponto definido através de emenda modificativa, define que “as condições e critérios inerente a esta cessão, transferência e anexação, serão objeto de regulamentação, após autorização do respectivo ato e também esclarece que, ao receber a cessão a UFTM realizará suas atividades de pesquisa, ensino e extensão, prioritariamente, aquelas de bases paleontológicas”. Em parágrafo único, foi destacado na emenda modificativa, que a “transferência autorizada pela presente Lei não trará ônus à UFTM, tais como, dívidas contraídas por precatórios e indenizações relativas à desapropriação da área”
Tribuna – A sessão de hoje, também contou com a participação do Engenheiro Agrônomo e Terapeuta Natural, Ronaldo Luiz da Silva, do Naturologista, Gustavo Henrique Guimarães, do Terapeuta Natural, Alexander Salge, a convite do vereador petista, José Severino Rosa. Eles falaram sobre Terapias Naturais e Complementos, com foco na melhora da qualidade de vida e alternativas de tratamentos para algumas doenças. Segundo o Naturologista, Guimarães, a Universidade de Harvard, em 2007, fez um estudo onde apontou que, as clínicas que utilizam terapias naturais e complementares recebem cerca de 600 milhões de visitas por ano, o que comprava o interesse público. Ele disse ainda que, “é inquestionável a contribuição destas práticas naturais à saúde das populações humanas há milênios, apesar de toda desconfiança, difamação e descaso imposto pelo modelo biomédico científico, que prega a manutenção da saúde e o combate às doenças a partir do uso sistematizado de remédios alopáticos, elaborados pelas grandes indústrias e laboratórios farmacêuticos”.
Finalizando os convidados do vereador, explicaram aos vereadores que no Brasil, atualmente, 19 capitais e 232 municípios, já adotam uma ou mais práticas naturais e complementares em sua rede de saúde, recebendo verbas extras do governo federal. O vereador João Gilberto Ripposati, autor do projeto, Farmácia Verde, que trata de produtos Fitoterápicos, parabenizou a apresentação e se colocou a disposição para trabalhar em conjunto de foram que o município também adote estas práticas. O vereador Antônio dos Reis Gonçalves Lerin, sugeriu que o prefeito Anderson Adauto, implante nas unidades de saúde, medicamentos alternativos, para casos específicos onde a eficácia é comprovada. O autor do convite, vereador Severino, explicou que seu objetivo ao trazer o debate para a Câmara, era abrir espaço para esta questão no município, visto a importância de preservar a vida do cidadão e melhorar a qualidade de vida de todos.

 

SIGA A CÂMARA

  • (34) 3318-1700

    Praça Rui Barbosa, 250 - Centro

    CEP.: 38010-240

    Uberaba - MG

  • FACEBOOK

    Acesse nossa página no Facebook, acompanhe o dia-a-dia e as notícias de última hora, interaja e participe.

  • YOUTUBE

    Acesse nosso canal no YouTube, acompanhe o dia-a-dia e as notícias de última hora, interaja e participe.

  • FLICKR

    Baixe as fotos do dia-a-dia da Câmara Municipal de Uberaba no Flickr oficial

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020