Aproximadamente194 mil eleitores já fizeram o recadastramento biométrico eleitoral em Uberaba. Os números foram divulgados pelo diretor do cartório da 347ª Zona Eleitoral, Alexandre Barbosa Peperman, que esteve no Plenário da Câmara Municipal nesta quinta-feira (15), a convite do vereador Alan Carlos da Silva (PEN).

Segundo Alexandre, a principal intenção do recadastramento é modernizar e levar segurança para os eleitores durante a votação. Conforme informou o diretor do cartório, os objetivos foram alcançados com sucesso, inclusive sendo parabenizados pela cúpula do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Para o representante da Justiça Eleitoral, o sucesso se deve a toda da comunidade. Ele citou a importância das ajudas da Prefeitura, da própria Câmara Municipal, além das igrejas, Codau, Cohagra, Uniube, ABCZ, Aciu, Fiemg, empresas de transporte coletivo, assim como a imprensa local, que ajudou a divulgar o projeto.

Alexandre informou, ainda, que conseguiram uma aplicação de guichês para realizar o serviço, além da contratação de 120 estagiários e 12 servidores lotados provisoriamente até o mês de maio. “Foram vários desafios, mas conseguimos resolver todos os problemas”, afirmou.

De acordo com o diretor, tudo serviu como aprendizado, sendo que as experiências, inclusive, serão utilizadas nos recadastramentos de outros municípios.

Quanto aos números, Alexandre explicou que até o dia 9 de fevereiro, último dia do recadastramento, a Justiça Eleitoral conseguiu recadastrar 88,53% do eleitorado, superando a expectativa do TRE, que era de 80%. Em números atualizados, o trabalho já atingiu quase 194 mil eleitores no Município. Duas cidades da região metropolitana de Belo Horizonte ficaram abaixo deste número, Betim com 77,4% e Contagem com 73,3% do eleitorado recadastrado. Já em Uberlândia, que contou com uma estrutura melhor que Uberaba, fechou com 79,2%.

Alexandre alertou que muitos poderão ter problema por causa do cancelamento do título, entre eles não conseguir votar, tirar ou renovar passaporte, e não consegue renovar ou fazer matrícula nas universidades públicas, pode ser impedido de assumir cargo público. Além disso, alguns bancos públicos exigem o documento para a concessão de empréstimo.

O diretor do cartório destacou que durante o recadastramento quase não teve filas, e que os eleitores foram atendidos de forma humanizada. As equipes trabalharam até mesmo nos finais de semana para atender os eleitores. “Nós vamos fazer de tudo para continuar a realizar este trabalho”, acrescentou, explicando que a Prefeitura vai retomar a divulgação do recadastramento após o feriado da Semana Santa. 

Quem teve o título cancelado e quer evitar mais problemas deve fazer a regularização até o dia 9 de maio. A mesma data vale para quem precisa realizar transferências de outras cidades ou tirar o título pela primeira vez.

O agendamento pode ser realizado pelo telefone 148 ou pelo site do TRE, http://www.tre-mg.jus.br/eleitor/agendamento.

A documentação necessária é um comprovante de residência atual e um documento oficial (RG ou CPF). Os homens com idades entre 18 e 45 anos também devem apresentar o certificado de reservista.

O presidente Luiz Dutra (MDB) disse que a Câmara vai fazer uma campanha para divulgar o agendamento biométrico, com o objetivo de conscientizar as pessoas que ainda não procuraram a justiça eleitoral.

O vereador Antônio Ronaldo Amâncio (PTB) destacou a importância da regularização. Ele contou situação vivenciada por um rapaz, que passou em um concurso do Codau, mas não conseguiu assumir o cargo porque não estava com o título em dia.

O diretor do cartório, Alexandre Barbosa, afirmou não tem dúvidas de que vão conseguir atingir os 200 mil eleitores recadastrados até o dia 9 de maio, mas já sabem que vai haver uma redução, em torno de 5 a 10%, conforme já tem sido constatado em outras cidades. 

 

 

 

Jorn. Hedi Lamar Marques

Departamento de Comunicação CMU
15/03/2018

 

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020