Ripposati cobra do DNIT/Uberaba agilidade em obras de adequação
Vereador João Gilberto Ripposati (PSDB) volta a cobrar agilidade da Sub-Unidade do DNIT/Uberaba, nos estudos de viabilidade técnica para a construção de passagem inferior na BR-262, em frente à Avenida Lauro Fontoura Júnior, entre o Residencial Jockey Park e a Avenida Riceiro Lenza, no Morada Du Park. Atualmente, os moradores reclamam das dificuldades de acesso aos bairros, uma vez que são obrigados a usar a rodovia 262 como retorno.
Em abril deste ano, Ripposati encaminhou requerimento ao supervisor do DNIT na cidade, engenheiro Elias João Barbosa, pedindo os estudos técnicos, mas a resposta do órgão não contempla os moradores da região que vivem riscos iminentes de vida, em função do intenso fluxo de veículos no local. Na época, o supervisor da unidade local respondeu ao vereador que a Prefeitura acolheu proposta dos moradores de retornar com o acesso antigo de entrada e saída aos bairros, mas a diretoria do órgão descartou a possibilidade.
Como alternativa, o parlamentar insiste na proposta de construir passagem inferior na rodovia por acreditar que ela atende o interesse coletivo dos bairros. Ripposati lembra que, desde a duplicação da BR-262, no eixo urbano, os comerciantes do bairro Morada Du Park foram obrigados a fechar os estabelecimentos por falta de clientes, frente às dificuldades de acesso ao bairro.
No ofício em que cobra soluções urgentes ao DNIT, o vereador questiona o não encaminhamento de seu pedido para análise da consultoria do órgão e sugere que a proposta de construir passagem inferior seja submetida também a ENECON, empresa de projetos que presta serviços ao DNIT na cidade.
Ripposati também aponta para a necessidade do poder público unir forças nesse momento, visando amenizar os impactos que o desenvolvimento traz à população, sobretudo, o atual crescimento dos investimentos na área habitacional junto ao Jockey Park, que certamente aumentará o fluxo de veículos na região, com iminente risco de morte às pessoas. O parlamentar argumenta que a Prefeitura e o DNIT devem envolver a participação dos empreendedores no custeio do projeto de adequação, a exemplo do empreendimento Jardim Itália em que a construtora arcou com os custos da passarela de acesso ao bairro. 
Cleide Mariano – Assessoria do vereador João Gilberto Ripposati

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020