O primeiro secretário da Mesa Diretora, vereador João Gilberto Ripposati (PSDB), está defendendo junto ao presidente da Cemig, Djalma Bastos de Morais, a revitalização do Programa Fazenda Energética, com sede no Parque Tecnológico/Univerdecidade.

O parlamentar esteve pessoalmente com o vice-presidente da estatal energética, ex-senador Arlindo Porto, em Belo Horizonte, na semana passada. Na oportunidade, Ripposati protocolou ofício reivindicando a Cemig que também realize estudos técnicos para a implantação no Parque Tecnológico de unidade piloto para a geração e utilização de energia solar fotovoltaica, ou seja, energia luminosa convertida em energia elétrica limpa para o consumo do próprio Parque, podendo ser o excedente de energia utilizado pela Cemig. Em outra demanda, o vereador solicitou a revisão na estrutura da rede elétrica da Cemig, que está antiga, para atender ao Parque Tecnológico.

O sistema de geração de energia limpa e sustentável já vem sendo utilizado em novas edificações no Brasil, a exemplo de Campinas, onde um engenheiro utilizou painéis fotovoltaicos de silício no telhado de uma casa para captação deenergia do sol convertida em energia elétrica. O sistema já é aplicado no país também em instalações para eletrificação rural, cercas elétricas e bombeamento de água, além de telecomunicações que usam energia solar fotovoltaica.

Para Ripposati, o Parque Tecnológico tem papel fundamental na geração de tecnologias, subsidiando os empreendedores do agronegócio com a oferta de novos conhecimentos para a prática do desenvolvimento sustentável, além de contribuir para o equilíbrio do meio ambiente.   

História

A Fazenda Energética de Uberaba foi criada no dia 02 de maio de 1984 pelo então governador de Minas Gerais, Tancredo Neves, com a missão de desenvolver meios eofertar produtos e serviços para facilitar “o corpo a corpo” das áreas operacionais da Cemig, no atendimento a classe rural. Entre os principais objetivos do projeto estão transferir conhecimentos aos produtores rurais sobre o uso da energia elétrica e de fontes alternativas de energia, e contribuir para o aumento da produção, produtividade e renda, através da utilização eficiente da energia.

As atividades básicas desenvolvidas pela Fazenda Energética de Uberaba foram planejadas inicialmente em parceria com a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais – EPAMIG e a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural doEstado de Minas Gerais – EMATER-MG. Posteriormente essas parcerias foramampliadas com as Universidades, Faculdades, Escolas Agro técnicas, Centros de Pesquisas, Associações de Produtores Rurais, entre outros.

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020