O primeiro secretário da Mesa Diretora, vereador João Gilberto Ripposati (PSDB), analisa a morte de árvores urbanas ao longo da Avenida Santos Dumont, entre a Medalha Milagrosa e o Aeroporto Mário de Almeida Franco.

Segundo o tucano, cidadãos o procuraram para denunciar ações criminosas por parte de pessoas que aparentemente estariam envenenando as árvores para garantir maior visibilidade às fachadas de estabelecimentos comerciais instalados ao longo da avenida, "agindo assim, de forma ilegal".

Na última sexta-feira, Ripposati analisou os troncos de várias árvores no trecho e em alguma delas constatou perfuração característica da prática de envenenamento. Ele lembra que o ato é crime ambiental, previsto na Lei Federal nº 9.605, de 1998.

A prática de envenenamento de árvores tem ocorrido em várias partes do país e em Uberaba não é diferente.  Casos idênticos estariam também ocorrendo na Rua Estrela do Sul, no bairro Abadia. O ato de envenenamento é feito através de furos nos troncos e introdução de produto químico que aos poucos mata a planta por completo.

A partir da vistoria realizada, Ripposati encaminhou as denúncias ao secretário de Meio Ambiente, Vinícius José Rios Rodrigues, pedindo fiscalização e apuração dos fatos, bem como a recomposição da área como plantio de novas árvores.

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020