Samuel e Godoy querem implementar ações
para área da Educação

Em viagem a Belo Horizonte, os vereadores Samuel Pereira (PR) e Carlos Alberto de Godoy (PTB) foram conhecer o projeto Alô Cidadão e tratar também do Regimento Escolar do Estado de Minas Gerais. Este último normatiza as intenções, planejamento e as ações de cada escola, estabelecendo regras de funcionamento, delimitando níveis de competência para os recursos humanos que atuam na escola, além de clarificar direitos e deveres de professores, alunos e direção. Em Uberaba, a proposta dos vereadores é diversificar o Regimento, que poderá ser montado por “várias mãos”, como OAB, Conselho Municipal de Educação, entre outros. Seria também no Regimento Escolar que constariam proibições como a sugerida pelos vereadores Samuel e Godoy, através de projeto de Lei, em relação ao uso de celular e outros equipamentos portáteis em sala de aula. “Em Belo Horizonte o Regimento está sendo elaborado. Mas, no nosso entendimento, este instrumento deve ser montado junto com a sociedade organizada visto que teríamos um regimento moderno, dinâmico e participativo. E é esta proposta que faremos para a Secretaria de Educação de nossa cidade”, explicou Samuel.
Ouvidoria – O projeto da capital mineira denominado Alô Cidadão, tem como objetivo estabelecer um canal direto com a população. Através deste serviço público a comunidade pode fazer sugestões, reclamações, elogios e denúncias relacionados à área educacional. Em Belo Horizonte, de acordo com os vereadores, todas as demandas são registradas em um banco de dados, sendo que uma grande porcentagem é resolvida diretamente no momento do atendimento e o restante é encaminhado aos setores responsáveis. “Vamos sugerir ao Executivo e ao professor José Vandir, Secretário de Educação, a implantação de uma ouvidoria e, dentro deste setor, desenvolver o projeto Alô Educação. Acreditamos que este serviço irá dinamizar ações dentro da pasta, além de garantir a solução rápida para problemas do dia-a-dia, visto que a comunidade poderá expressar seus anseios e fazer as denúncias que julgarem necessárias, além de darem suas opiniões e sugestões”, disse Godoy.

 

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020