Dois Projetos de Lei que autorizam a concessão de direito real de uso de áreas no Conjunto Habitacional Alfredo Freire à Arquidiocese de Uberaba – Paróquia São Geraldo Magela foram aprovados nesta segunda-feira (14) na Câmara.

Uma das áreas a que se refere à concessão, com total de 363,09 m2, se destina à ampliação da igreja, para que possam ser aprimorados os trabalhos desenvolvidos na comunidade, através da construção de salão paroquial, cozinha, espaço físico para a parte administrativa, salas de catequese e reunião, banheiros, paisagismo, estacionamento, dentre outros.

A outra área, de 2.460,53 m2, se destina à construção de um templo para acomodações de fiéis. Funcionarão, em anexo, trabalhos comunitários que atenderão a população carente que reside próximo ao Alfredo Freire II, III e futuramente Alfredo Freire IV. As demandas foram iniciativas do vereador João Gilberto Ripposati (PSD).    

ONG – Organização Não Governamental Voluntários do Amor foi beneficiada com área de 918,65 m². Com o apoio do vereador Afrânio Cardoso (PROS), a entidade teve aprovado hoje Projeto de Lei que autoriza a concessão de direito real de uso de área na UGP Boa Vista.

A Organização não Governamental Voluntários do Amor foi fundada em 27 de fevereiro de 2014 e tem por finalidade atuar na área da Saúde, propagando campanhas de conscientização voltadas para a prevenção e combate de doenças, podendo fazer parcerias com o poder público em todas as esferas; atender na área da Educação, promovendo reforços escolares e viabilizando o caminho para a inserção de crianças carentes em cursos profissionalizantes gratuitos, voltados para a profissionalização e encaminhamento de jovens para o mercado de trabalho; atuar em parceria com a Polícia Militar do Estado de Minas Gerais, nos programas de prevenção das drogas; promover, na esfera do Lazer, festas e comemorações diversas, temáticas ou não, visando a inclusão da população menos favorecida no ambiente social e de convívio. A referida concessão se destina à construção de sede própria para que a ONG possa exercer seus projetos sociais.

 

Jorn. Karla Ramos

Dep. Comunicação – 14/12/2015

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020