Semana do Peixe incentiva consumo do alimento e inclusão na merenda escolar
Alimento rico e um importante aliado da boa saúde, o peixe ainda é pouco valorizado na culinária mineira, disse ontem o vereador João Gilberto Ripposati (PSDB), durante a abertura da Semana Nacional do Peixe em Uberaba. O evento contou com a presença da superintendente da Pesca e Aquicultura em Minas Gerais, Vanessa de Oliveira Gaudereto que, na oportunidade, recebeu o título de cidadã uberabense do vereador Ripposati. 
O governo federal quer incentivar o consumo de pescado não só no Estado, mas em todo país. Segundo a superintendente federal da Pesca, Vanessa Gaudereto, o Ministério da Pesca e Aquicultura tem trabalhado muito na política de incentivo à produção e ao consumo. Ela aponta que, enquanto a Organização Mundial de Saúde orienta que a população consuma, no mínimo, 12 Kg de peixe por habitante/ano, o consumo em Minas Gerais é de 5Kg por habitante/ano, número muito abaixo da média nacional, que é de 9Kg por habitante/ano. 
Vanessa Gaudereto lembra que a Semana do Peixe está sendo promovida em vários municípios do país com o objetivo de incentivar o brasileiro a consumir mais o pescado. O governo federal também está implementando outras políticas públicas de apoio a atividade, como a emissão de licença e da carteira do pescador, afirmou a superintendente.  
De acordo com o vereador, Uberaba começa a dar os primeiros passos em direção ao fortalecimento da atividade com a recente criação da Colônia de Pescadores Z 23, entidade que passa a representar mais de 600 pescadores da cidade e região. No segundo momento, entende Ripposati, será necessário incentivar a criação de peixe nas propriedades rurais para atender o mercado.  
Tanto o legislador, como o secretário municipal de Agricultura, Danilo Siqueira, se posicionaram a favor da inclusão do peixe no cardápio da merenda escolar. A ideia também foi defendida pela secretária de Educação, Silvana Elias, nesta terça-feira. 
Como uma engrenagem, o fomento da produção de peixe na região vai exigir a criação de uma central de beneficiamento de pescado, projeto que está em fase de consulta no Ministério da Pesca e Aquicultura. O vereador Ripposati lembra que, há muito tempo, Uberaba tem demonstrado o desejo de ter uma central de beneficiamento de peixe para atender a cidade e região.
Uberaba também está inserida no projeto da criação de um grande Pólo Pesqueiro para o Triângulo Mineiro, que tem 454 mil hectares de lâmina d’água, afirmou o secretário de Agricultura. Segundo Danilo Siqueira, as bacias do rio Paranaíba e rio Grande, que envolvem as cidades de Araguari e Ituiutaba, Uberaba e Iturama, trazem quatro grandes frigoríficos que podem transformar o Triângulo Mineiro em pólo pesqueiro brasileiro de peixe de água doce.  
Como legislador, Ripposati afirma estar pronto para articular junto aos governos federal e estadual os investimentos para fomentar a produção em toda região. Também pretende trabalhar o Orçamento da Prefeitura para oferecer condições aos produtores interessados em desenvolver a atividade no município. 
Cleide Mariano – Assessoria do vereador João Gilberto Ripposati

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020