Técnica do Programa “Aliança pela Vida” visita comunidades de dependentes químicos em Uberaba 

A técnica do Programa “Aliança pela Vida”, Cátia Araújo, da Secretaria de Saúde do Estado,  esteve hoje em Uberaba visitando as comunidades terapêuticas do município, a fim de credenciar as instituições no  Programa, que  prevê o financiamento de tratamento para dependentes químicos e usuários de álcool.  Na parte da manhã Cátia visitou algumas comunidades, com o objetivo de conhecer o funcionamento das instituições e verificar se as comunidades terapêuticas do município se enquadram nas normas exigidas pelo Programa. 

Na parte da tarde a técnica se reuniu com o vereador Edmilson de Paula, o Diretor do Departamento da Vigilância Sanitária de Uberaba, Nelson Ranieri Tirone, e o Coordenador da Referência Técnica em Saúde Mental do município, Sérgio Marçal, para tratarem da questão da adequação das comunidades a algumas normas sanitárias e estruturais, e quanto a questão da liberação de alvarás, item primordial para que as instituições possam se cadastrar no “Aliança pela Vida” . 

“Nós marcamos essa reunião com a Vigilância Sanitária e com a Referência Técnica em Saúde Mental para que nós possamos, juntamente com a Cátia, auxiliar essas comunidades a se capacitar, tanto na parte estrutural, no que diz respeito às normas da vigilância sanitária, tanto na parte de tratamento e recuperação física e mental dos dependentes. Com a inserção no Programa “Aliança pela Vida”, as instituições passarão a receber um recurso do estado, que irá ajudar e muito na manutenção das clínicas e na contratação de mais profissionais para atuarem nessas comunidades”, diz Edmilson. 

Nos próximos dias o Departamento da Vigilância Sanitária de Uberaba visitará as 15 comunidades terapêuticas de Uberaba a fim de verificar as condições estruturais de cada uma. “O convênio com o Programa “Aliança pela Vida” vai ajudar e muito o trabalho das comunidades terapêuticas do município. Vamos estabelecer alguns critérios básicos dentro das normas sanitárias, para que nós possamos liberar o alvará de funcionamento dessas clínicas o quanto antes e elas possam se inscrever no Programa”, disse Nelson. O diretor destacou ainda que será criado um plano de adequação para as clínicas que não tiverem cem por cento dentro das normas, para que elas cumpram todas as obrigações exigidas pela vigilância com prazo determinado.

Cátia afirmou que Uberaba tem o maior número de concentração de comunidades terapêuticas de Minas e que o Programa é uma parceria fundamental para os municípios. “Além do recurso que o “Aliança pela Vida” disponibiliza, nós fazemos todo o acompanhamento do trabalho das comunidades e verificamos in loco se as determinações do  Programa estão sendo cumpridas pelas comunidades”, afirmou Cátia. 

Cartão Aliança – O atendimento às instituições credenciadas é feito por meio de um cartão, que fornece um auxílio financeiro mensal, que é calculado conforme a assiduidade dos residentes. A distribuição do cartão é uma das ações do programa “Aliança pela Vida”, lançado em agosto de 2012, a partir de uma parceria do governo mineiro com entidades da sociedade civil para fortalecer as medidas de enfrentamento aos problemas relacionados ao consumo e abuso de álcool e outras drogas.

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020