Tony critica excesso de radares em Uberaba

O vereador Antônio Carlos Silva Nunes, o Tony Carlos (PMDB), fez duras críticas ao Poder Executivo, hoje (06/10), durante a reunião ordinária, devido ao número excessivo de radares fixos em Uberaba. Para Tony, o prefeito não está cumprindo sua promessa de campanha, “quando ele dizia que iria acabar com a indústria da multa em Uberaba, acabando com os radares”. Demonstrando sua insatisfação, Tony exemplificou sua crítica, mostrando uma foto da avenida Dona Maria Santana Borges, onde a velocidade é de 70km, e o radar eletrônico aponta para uma velocidade de 40km. “Isso é um absurdo. Fez campanha em cima desta questão e agora enche a cidade de radar. Não aceito isso”, destacou Tony, chegando a afirmar que os vereadores deveriam trancar a pauta de votação, deixando de votar projetos do Executivo, para serem ouvidos no que diz respeito a esta questão dos radares.
O tema, polêmico, rendeu discussões no plenário. O vereador Marcelo Machado Borges, o Borjão (PMDB), voltou a afirmar que é contra os radares, mas que o Legislativo vota também projetos dos vereadores e não apenas do prefeito, e que cada parlamentar, deve votar consciente do que está fazendo. Tony esclareceu, ao citar a votação dos projetos do prefeito, que estava falando sobre a questão da autoria, pois em sua maioria, os vereadores não tinham legalmente, como apresentar o projeto, pois seria inconstitucional. “Não estou falando aqui que votamos só projetos do Executivo, mas é inegável que a maioria dos projetos são do prefeito, pois é uma questão de constitucionalidade, e temos que usar isso em nosso favor, pois também administramos a cidade ao aprovarmos estas Leis”, explicou.
Posicionamentos – O primeiro secretário, vereador Luiz Humberto Dutra (PDT), sugeriu uma reunião entre os vereadores, o prefeito Anderson Adauto, Delegados de trânsito e peritos da Polícia Civil, além de outros representantes da Segurança Pública e de Trânsito, no sentido de buscarem uma solução que seja técnica e que não tenha cunho arrecadador. “Essa atitude do município, no que diz respeito a estes radares é por demais suspeita. Na João XXIII, indo para o conjunto Volta Grande, onde nunca aconteceu acidente tem um radar. E, diga-se de passagem, está escondido atrás das árvores. Para mim isso é má fé”, afirmou Dutra.
O vereador Almir Silva (PR), foi mais radical em sua postura e afirmou ser contra qualquer tipo de radar. Para ele, “cria-se tanta coisa para surrupiar o povo e no Brasil inteiro o radar é utilizado para arrecadar, ao invés de investir efetivamente em educação no trânsito”. O líder do prefeito na Câmara, vereador Cléber Cabeludo (PMDB), afirmou também ser contra os radares móveis, mas lembrou que votou contra o projeto de Tony, por seu inconstitucional. No entanto, Cléber ressaltou ser a favor dos radares fixos, pois são uma segurança para os cidadãos.
Opinião – Novamente o vereador José Severino Rosa (PT), externou que era favorável a qualquer tipo de radar, pois “era a favor da vida”. Ele disse ainda que, para ele, a segurança vinha em primeiro lugar e que por isso os radares eram necessários. Severino apoiou à iniciativa de Dutra e sugeriu também uma reunião pública sobre o tema, para que os cidadãos tenham o direito de externar a opinião.
Outro vereador que é a favor da implantação de radares em Uberaba, seja fixo ou móvel, é Jorge Ferreira (PMN). Concordando com a argumentação de Severino, o vereador afirmou que é necessária a existência de instrumentos de fiscalização, para evitar que motoristas irresponsáveis causem acidentes. Ele também lembrou que votou contra o projeto de Tony Carlos, que proibia os radares móveis em Uberaba.
Sugestões – O vereador professor Carlos Alberto de Godoy (PTB), mediante a discussão, afirmou que naquele momento, não havia embasamento técnico para o debate. “Estamos debatendo esta questão, a meu ver, até de maneira agressiva, sem que tenhamos conhecimento técnico para isso. Acho que temos que buscar especialistas e levantar a necessidade ou não, e alternativas para o problema. E não adianta querer discutir isso agora, sem embasamento”, finalizou.
Quem também pediu critério e responsabilidade no tocante à instalação de radares fixos, foi o vereador Itamar Ribeiro de Rezende (DEM). Para ele, está acontecendo alguns equívocos na escolha dos locais, visto a falta de necessidade. O segundo secretário, vereador Antônio dos Reis Gonçalves Lerin (PTB), propôs um desafio para o município. “Se não é para arrecadar, porque não trocar a multa por aulas de educação no trânsito? Tenho certeza que ninguém vai querer deixar seu lar no final de semana para assistir aula de educação no trânsito. A pessoa vai pensar duas vezes, antes de cometer uma ilegalidade ao dirigir. E além do mais, estamos pensando no futuro, pois a educação é que faz um cidadão mais consciente”, sugeriu Lerin.

 

 

 

 

SIGA A CÂMARA

  • (34) 3318-1700

    Praça Rui Barbosa, 250 - Centro

    CEP.: 38010-240

    Uberaba - MG

  • FACEBOOK

    Acesse nossa página no Facebook, acompanhe o dia-a-dia e as notícias de última hora, interaja e participe.

  • YOUTUBE

    Acesse nosso canal no YouTube, acompanhe o dia-a-dia e as notícias de última hora, interaja e participe.

  • FLICKR

    Baixe as fotos do dia-a-dia da Câmara Municipal de Uberaba no Flickr oficial

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020