Vereadores criticam blitz da PM em evento na Univerdecidade

Na reunião desta terça-feira (10) o vereador Edmilson Ferreira de Paula (PRTB) manifestou sua indignação com a Polícia Militar pela realização de uma blitz, durante o dia todo na Univerdecidade, próximo ao campeonato de som que estava acontecendo no final da semana passada. O vereador entendeu que se tratava de ato de discriminação, pois, segundo ele, não vê blitze acontecerem nas vias de acesso às festas caras, que concentram pessoas com alto poder aquisitivo. Ressaltou que o campeonato é um evento do povo de Uberaba, que já se tornou tradição na cidade. Disse que participou do evento e em nenhum momento presenciou brigas ou algo que exigisse a presença da Polícia.

O vereador Ismar Vicente dos Santos (PSB) ressaltou que a blitz traz segurança para os participantes do evento. Alertou para o grande número de crimes que começam na Univerdecidade e terminam na cidade. Disse não acreditar que a blitz aconteceu apenas por ser uma festa com pessoas de menor poder aquisitivo, "precisa é de intensificar a operação em todas as festas tradicionais da cidade", argumentou.

Afrânio Cardoso de Lara Resende (PP) também comungou com a mesma idéia do vereador Ismar e acrescentou que o papel da polícia é dar segurança às pessoas que estavam no evento e não tem que dar satisfação onde irá fazer blitz, "se o organizador não ficou satisfeito com a presença da PM, então ele pode parar de realizar o campeonato, pois ali concentra um grande número de gente e a organização pode perder o controle em caso de brigas", disse. Ressaltou que "se a polícia não fizer o seu trabalho, que é proteger a população, pra quem vamos cobrar segurança?". O vereador deixou claro que tanto os organizadores como os frequentadores são pessoas de boa índole.

O vereador Cléber Humberto de Souza Ramos – Cléber Cabeludo (PMDB) demonstrou a sua revolta pelo fato da blitz acontecer todos os anos durante o campeonato de som, e nunca presenciou operação semelhante em festas da "Marcinha", do "Tim", e outras tantas frequentadas por "bacanas". Mostrando-se revoltado, Cléber disse que não admite trabalhar com diferença de classe social. "Ouvi meus colegas vereadores dizerem que não tem diferença, então estou cego, porque vou às outras festas e nunca vi blitz acontecendo. Não estamos pedindo para não fazer blitz, mas que façam também nas outras festas", disse o vereador. Questionou porque somente no campeonato de som, onde têm muitos motoqueiros, tem que ter segurança e nos locais onde o público é de "bacana" e "burgueses", que saem das festas em "carrões", não precisa.

Já o vereador Samir Cecílio (PR) ressaltou que as blitze precisam acontecer. Disse que é necessário ter ações que vão "ao" encontro do desenvolvimento econômico da cidade e não "de" encontro. "As pessoas que vêm à Uberaba para participar de festas, movimentam a nossa economia. Elas vêm para gastar dinheiro, então essas ações precisam ser bem-vindas e estimuladas. Este estímulo tem que partir do poder público", salientou. O vereador questionou se as blitze realmente zelam apenas pela segurança do cidadão, pois, segundo ele, dias atrás passou por uma operação, a PM conferiu a placa do carro, viu que estava com os impostos em dia e liberou o veículo. Nenhum momento, disse Samir, foi abordado para verificar se dentro do carro tinha algum marginal ou algo ilícito. Diante desse fato, o vereador disse que o governo visa apenas o econômico, se pagou ou não o IPVA.

SIGA A CÂMARA

  • (34) 3318-1700

    Praça Rui Barbosa, 250 - Centro

    CEP.: 38010-240

    Uberaba - MG

  • FACEBOOK

    Acesse nossa página no Facebook, acompanhe o dia-a-dia e as notícias de última hora, interaja e participe.

  • YOUTUBE

    Acesse nosso canal no YouTube, acompanhe o dia-a-dia e as notícias de última hora, interaja e participe.

  • FLICKR

    Baixe as fotos do dia-a-dia da Câmara Municipal de Uberaba no Flickr oficial

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020