Vereadores aprovam decisão da PMU de
suspender instalação de radares

Após o posicionamento contrário da maioria dos vereadores em relação à instalação de radares em Uberaba, durante a sessão ordinária de ontem, o prefeito encaminhou correspondência a Câmara, lida hoje em plenário, afirmando que “a instalação de novos equipamentos eletrônicos de controle de trânsito fica suspensa até que se efetivem em toda a sua plenitude os estudos por encomendados à Jaime Lerner Arquitetos Associados, referência nacional em planejamento urbano”. Os vereadores aprovaram a atitude da prefeitura e destacaram a importância de se avaliar, tecnicamente, alternativas para se evitar ou mesmo, regular o uso de radares. Para o vereador Tony Carlos (PMDB), que teceu duras críticas ao que ele chama de indústria da multa, a união dos vereadores teve papel fundamental. “A Câmara cumpre seu papel, que é o de lutar pelo direito do cidadão. Ao ver a decisão do prefeito, fica provada que os vereadores têm que se unir para acabar com esta indústria da multa”, destacou.
Tony ainda alertou os vereadores sobre a necessidade de averiguar os aditivos do contrato da empresa responsável pelos radares, conforme solicitado em requerimento pelo vereador Afrânio Cardoso de Lara Resende, visto que há informações de que a empresa ganha, além do valor estipulado no contrato de R$ 9 milhões, mais a metade do valor arrecadado com as multas.
O vereador Almir Silva (PR) voltou a reivindicar investimentos na área de segurança no trânsito. O vereador Antônio dos Reis Gonçalves Lerin questionou sobre os laudos mostrando a eficácia dos 19 radares instalados na cidade. Ele voltou a sugerir que o município transforme as multas em aulas de educação no trânsito. O vereador e professor Carlos Alberto de Godoy (PTB), reafirmou a necessidade de embasamento técnico para discutir a questão. Para ele, a carta da prefeitura era uma ação razoável, mediante a questão. No entanto, Godoy fez uma análise do trecho da correspondência, onde o prefeito, diz que não busca “aplauso gratuito, alicerçado em decisões populistas”. Para Godoy, populismo é tacanho. “Não sou populista e não ajo assim, até porque a meu ver isso é tacanho. Embaso minhas afirmações com ética e responsabilidade”, destacou.
Outro que fez referência a esta questão foi Almir Silva, para ele, o fato do prefeito não “instalar os radares é porque ele repensou a questão, pelo menos por enquanto e, não tem nada demais em voltar atrás em alguma decisão”.
Para o vereador Marcelo Machado Borges, o Borjão (PMDB) a decisão do prefeito chegou em boa hora. “Sou a favor de radares fixos em sinaleiros, mas assim mesmo, com avaliação técnica. Em outros casos uma passagem elevada pode resolver o problema”, disse o vereador.
O líder do prefeito, Cléber Cabeludo (PMDB), afirmou que se sentia contemplado com a ação do prefeito. Já o vereador democrata, Itamar Ribeiro de Rezende, afirmou ser contra a vinda de técnicos de outra cidade para avaliar o trânsito de Uberaba. Para ele, o município tem profissionais capazes no setor.
Ao final da discussão os vereadores voltaram a afirmar que estarão atentos e vigilantes com esta questão, haja vista que se faz necessário evitar que os radares sejam usados com foco apenas na arrecadação.

SIGA A CÂMARA

  • (34) 3318-1700

    Praça Rui Barbosa, 250 - Centro

    CEP.: 38010-240

    Uberaba - MG

  • FACEBOOK

    Acesse nossa página no Facebook, acompanhe o dia-a-dia e as notícias de última hora, interaja e participe.

  • YOUTUBE

    Acesse nosso canal no YouTube, acompanhe o dia-a-dia e as notícias de última hora, interaja e participe.

  • FLICKR

    Baixe as fotos do dia-a-dia da Câmara Municipal de Uberaba no Flickr oficial

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020