Por iniciativa do vereador Afrânio Cardoso de Lara Resende (PROS) foi declarada de utilidade pública entidade que atende moradores de rua em Uberaba. A Casa de Acolhimento São Pio, situada à Rua Antônio Delalíbera, 185, bairro Gameleiras, foi fundada em novembro de 2013.

O administrador da entidade, Renato Afonso Vinhal, explicou que a entidade desempenha papel fundamental na política pública. Ele, inclusive, lembrou que o município aderiu à Política Nacional Para Inclusão Social da População em Situação de Rua, de 2008, que tem como objetivo orientar a construção e execução de políticas públicas voltadas a este segmento da sociedade, historicamente à margem das prioridades dos poderes públicos.

De acordo com Renato, algumas pessoas atendidas moram na Casa sem um período pré-determinado. Já aquelas que estão em processo de reinserção social, sem vínculos familiares ou com vínculos fragilizados, residem no local pelo período de até um ano, até conseguirem se recuperar. O administrador agradeceu a todos pela confiança e convidou os vereadores para conhecerem o trabalho desenvolvido pela entidade.

Para o autor do Projeto de Lei apresentado, a Casa realiza um trabalho “magnífico, mesmo com todas as dificuldades, acolhendo pessoas que moram nas ruas, que querem mudar de vida e não tem par aonde ir”. Afrânio explicou que todos passam por triagem para verificar se realmente querem a ajuda, sendo que a própria Prefeitura não tem para onde encaminhar estas pessoas

“Se os demais vereadores quiserem conhecer o trabalho, inclusive para destinar verbas à entidade, ela está com as portas abertas diariamente. Eu acredito que se não fosse o trabalho realizado pela Casa, seria muito pior”, afirmou o vereador.

A Casa de Acolhimento tem por finalidades promover ações de assistência à saúde das pessoas, ações visando à defesa de bens e direitos sociais, coletivos e difusos relativos ao meio ambiente, à cultura, à educação, à ética, à paz, aos direitos humanos, à democracia e a outros valores universais, promover ações de proteção da família: abrigo institucional de alta complexidade, apoio sócio familiar, acompanhamento, dentro de suas possibilidades, os familiares de seus assistidos, integrando-os ao processo de educação.

Também cabe à entidade, apoiar instituições beneficentes com objetivos congêneres ou afins, através de parcerias, convênios, contratos, promovendo atividades conjuntas e mantendo intercâmbios assistenciais e beneficentes, promover ações beneficentes, filantrópicos no atendimento de seus assistidos e destinatários, na promoção da coletividade, do bem comum, do interesse social, promover cursos, palestras, conferências, seminários, simpósios sobre temas sociais, humanos, culturais, científicos, econômicos, políticos e religiosos relevantes para seus destinatários e assistidos, além de amparar, acolher e assistir pessoas socialmente excluídas e/ou com vulnerabilidade social, por meio de auxílio financeiro, de gêneros alimentícios, remédios, roupas, pagamentos a médicos, dentistas, psicólogos e outros profissionais, inclusive exames laboratoriais e hospitalares.

A Matéria aprovada em Plenário será encaminhada para sansão do prefeito Paulo Piau.

 

Jorn. Hedi Lamar Marques

Departamento de Comunicação CMU

17/08/2015

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020