A Câmara Municipal aprovou na penúltima reunião ordinária de agosto, três projetos de doação de áreas nos Distritos Industriais I e IV, cujos investimentos estão estimados em mais de R$1,73 milhão. As empresas beneficiadas são a Soma Construções e Empreendimentos Imobiliários Ltda. (PL 155/15), Fênix Construções e Incorporações Ltda. (PL 156/15) e Ubertoldos Indústria e Comércio Ltda. (PL 162/15). Está prevista a geração de 222 empregos diretos e 125 indiretos. Segundo consta nos PLs, as empresas ficam obrigadas a contratar e manter em seus quadros de funcionários, um percentual mínimo de 30%, dentre pessoas com residência e/ou domicílio em Uberaba.  

A empresa Soma, que tem previsão de faturamento anual de R$4.5 mil, receberá área de 2.068,00 m², avaliada em R$111.9 mil e em contrapartida repassará ao Fundo Municipal de Desenvolvimento Econômico R$67.1 mil, equivalente a 60% do valor da área. Da mesma forma, a construtora Fênix, que prevê faturar R$4.5 millões por ano, receberá área pública de 4.545,79 m², avaliada em pouco mais de R$246 mil e repassará ao Fundo o equivalente a 20% do valor da área. Já a área da Ubertoldo, soma-se 1.193,01 m², avaliada em cerca de R$63.1 mil. A empresa repassara ao Fundo 50% do valor dessa área, e sua previsão de faturamento anual é de R$840 mil. Como forma de incentivo, o Município isentará as empresas do pagamento de IPTU e ISSQN, por tempo determinado. 

No PL 162/15, os vereadores João Gilberto Ripposati (PSDB) e Samir Cecílio (PSDB) apresentaram emendas modificativas ao projeto, corrigindo falhas que não alteram a redação, mas que, segundo eles, poderiam causar transtornos aos proprietários no momento do registro no cartório. Inclusive, o vereador Ripposati pediu mais atenção da Secretaria de Governo na elaboração dos projetos.

Franco Cartafina questionou aos proprietários das áreas, que acompanharam a votação dos projetos, quais empreendimentos serão construídos nos lotes doados, uma vez que todas têm prédios já edificados na cidade. No caso da Soma, o proprietário Wesley Elias de Oliveira informou que no terreno será instalada a sede da empresa junto com uma fábrica de tijolo ecológico. Quanto à Fênix, o diretor Mauro Serra, esclareceu que no local será construído o escritório que irá gerir toda a parte administrativa da construtora, bem como a fábrica de esquadrias, concreto, marcenarias e outros materiais para a construção civil. Disse que o atual escritório abrigará apenas o setor comercial da empresa.

Também respondendo ao questionamento de Franco Cartafina, o empreendedor Artur Luiz, proprietário da Ubertoldos, ressaltou que hoje a empresa funciona num setor residencial numa área de 300m², espaço insuficiente para executar o serviço que presta. Destacou que no terreno doado pelo Município, além de abrigar a nova sede da empresa, será construída também a fábrica de toldos em alumínio. “Seremos pioneiros em Uberaba no segmento de toldos em alumínio e o mercado hoje tem cobrado este tipo de serviço”, informou.

O presidente Luiz Dutra informou que as Leis de doação das áreas aprovadas na reunião serão encaminhadas ao Prefeito Municipal para os procedimentos legais.  

 

Jorn. Cássia Queiroz

Departamento de Comunicação da CMU

19/08/2015

 

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020