Em decorrência das publicações na imprensa sobre o pronunciamento da vereadora Denise Max – Denise da Supra (PR) quando disse que o prefeito Paulo Piau não tem dado a devida atenção à causa animal e que a verba repassada à Supra é insuficiente para cobrir as despesas, a vereadora esclarece que a administração, ao contrário do que muitas pessoas entenderam, tem feito os repasses estabelecidos no contrato.

Segundo a parlamentar, desde janeiro de 2014 o governo repassa bimestralmente à Supra, a quantia de R$ 27.688,00, que nem sempre é liberada dentro do prazo de 60 dias, devido ao serviço burocrático da administração pública. Ressaltou que, mesmo com esse repasse a ONG apresenta um déficit mensal de pouco mais de R$6 mil apenas com ração, isso quando há doações por parte dos voluntários, caso contrário esse saldo negativo aumenta. Esclareceu que por mês, somente com alimentação dos animais, é gasto cerca de R$ 20 mil, e com medicamentos, veterinários,material de limpeza, combustível, energia elétrica, uma diarista nos finais de semana e um único funcionário registrado, a instituição tem uma despesa em torno de R$ 10 mil, mensalmente. Entretanto, disse a vereadora, todos os meses o caixa da ONG fica no vermelho.

Para sanar os constantes problemas que a Supra tinha com a falta de água, Denise informou que foi perfurado no local um poço artesiano, pago com uma verba de R$ 18 mil repassada pela Prefeitura, e foi destinado R$ 2 mil para cobrir o serviço de mão de obra da construção dos canis, que está parado porque a ONG não tem o valor necessário para efetivar a obra. "Precisamos construir,para atender pelo menos os animais doentes de pequeno porte, cerca de 50 canis grandes e cada um fica em torno de R$ 4 mil. Alguns materiais foram doados, mas não são suficientes nem mesmo para iniciar a construção", informou. Desta forma, Denise ressaltou que a Supra corre o risco de perder o dinheiro da mão de obra, porque no próximo mês encerra-se o prazo para aplicar o recurso. 

Para conhecimento da população uberabense, a parlamentar citou que a Supra abriga um número superior de animais que a sua estrutura comporta, seja de espaço físico ou de pessoal.

A vereadora destacou que a Supra não tem o poder para apurar as denúncias que chegam diariamente à instituição, que é da competência da Polícia e do Ministério Público. Disse também, que não é dever da ONG abrigar os animais abandonados e tratá-los, e sim do Estado e do Município, fato que constantemente é ignorado pelo Poder Público. Acrescentou que desde que começou a receber verbas do município, o uberabense está entendendo que a Supra é uma extensão da Zoonoses, o que não procede, "com isso aumentou o número de cães abandonados na porta da Supra, bem como de ligações de pessoas pedindo para buscar seus animais nas residências para serem acolhidos pela ONG", ressaltou.

Finalizou dizendo que o Centro de Controle de Zoonoses do município constantemente recebe animais doentes e, segundo a vereadora, o setor não tem qualquer possibilidade de continuar funcionando e deve ser interditado para se adequar.

 

Departamento de Comunicação

SIGA A CÂMARA

  • (34) 3318-1700

    Praça Rui Barbosa, 250 - Centro

    CEP.: 38010-240

    Uberaba - MG

  • FACEBOOK

    Acesse nossa página no Facebook, acompanhe o dia-a-dia e as notícias de última hora, interaja e participe.

  • YOUTUBE

    Acesse nosso canal no YouTube, acompanhe o dia-a-dia e as notícias de última hora, interaja e participe.

  • FLICKR

    Baixe as fotos do dia-a-dia da Câmara Municipal de Uberaba no Flickr oficial

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020