A Reunião Ordinária desta terça-feira (8) na Câmara Municipal aprovou três Projetos de Lei que declaram de utilidade pública a Organização Não Governamental Voluntários do Amor, a Casa de Acolhimento Medalha Milagrosa e a Caixa Escolar do Centro Municipal de Educação Infantil (Cemei) Maria Eduarda Farnezi Caetano.

A Ong Voluntários do Amor foi representada pela presidente Camila Cassiana de Sousa, que agradeceu pelo apoio, lembrando que a instituição sempre teve dificuldades financeiras. “Acredito que se quisermos uma sociedade melhor, devemos aprender com os idosos e ensinarmos as crianças”, disse ela.

O vereador Afrânio Cardoso de Lara Resende é autor do projeto. Ele disse que há algum tempo tem acompanhando o trabalho realizado pela Ong, fundada em fevereiro de 2014. “Eles realizam um trabalho muito bonito com as crianças”, a firmou Afrânio, lembrando que em breve a sede da Organização vai ser transferida para a rua Olimpio Jacinto, no bairro Boa Vista.

O objetivo da Ong é atuar na área da saúde, divulgando campanhas de conscientização voltadas para a prevenção e combate de doenças, atender na área da Educação, promovendo reforços escolares e viabilizando o caminho para a inserção de crianças carentes em cursos profissionalizantes gratuitos, além de esclarecer toda a comunidade sobre a existência, funcionalidade e finalidade dos setores e órgãos públicos de nossa cidade, voltados para a profissionalização e encaminhamento de jovens para o mercado de trabalho.

A instituição também tem como finalidade atuar em parceria com a Polícia Militar do Estado de Minas Gerais, nos programas de prevenção das drogas, auxiliando e propagando informações e esclarecimentos de combate ao mundo dos entorpecentes, além de promover festas e comemorações diversas, temáticas ou não, visando a inclusão da população menos favorecida no ambiente social e de convívio.

Casa de Acolhimento – O vereador Paulo César Soares “China” (SD) foi o autor do projeto que declarou de utilidade pública a Casa de Acolhimento Medalha Milagrosa. A instituição situada na rua Visconde de Abaeté, bairro Abadia, foi fundada em julho de 2014, e abriga provisoriamente adolescentes do sexo masculino com idades entre 12 e 18 anos, que estejam em situação de abandono.

A Casa oferece assistência social, promove a satisfação das necessidades básicas fundamentais, em condições de dignidade, e garante os atendimentos de saúde necessários ao desenvolvimento integral. Também é trabalhado o desenvolvimento físico, mental, moral, espiritual e social de forma sadia e normal, em condições de liberdade e dignidade, oferecida uma convivência saudável o mais próxima possível de uma família biológica, promovida a participação na vida comunitária de forma livre e responsável, através do acesso à educação, lazer, esporte, arte, cultura, trabalho e cidadania.

A Casa ainda acompanha e incentiva o bom desempenho escolar dos adolescentes, promove a iniciação profissional e a formação de um vínculo positivo com o trabalho, incentiva a participação e o interesse por atividades culturais, promove e executa programas, projetos e planos de ação, tanto individualmente quanto em conjunto, com instituições públicas ou privadas, nacionais ou internacionais, sob a forma de parcerias, convênios, contratos ou outras formas jurídicas possíveis, sempre visando o seu objetivo e sem que isto implique em dependência ou perda de autonomia pela Casa de Acolhimento Medalha Milagrosa.

Também faz parte das atribuições solicitar e receber auxílios, contribuições e doações de órgãos públicos ou privados.

O diretor da Casa, Roni Marcos Sousa Lemes, agradeceu pelo apoio de “China”, assim como dos vereadores Edmilson de Paula (PRTB) e Marcelo Machado Borges “Borjão” (DEM). Roni explicou que a instituição realiza um trabalho preventivo, para que os adolescentes não se envolvam com drogas. “É um trabalho de muita responsabilidade trabalhar com estes jovens”, disse o diretor. 

Cemei – A Caixa Escolar do Centro Municipal de Educação Infantil (Cemei) Maria Eduarda Farnezi Caetano foi declarada de utilidade pública através de um Projeto de Lei de autoria do vereador João Gilberto Ripposati (PSD). Para ele, é uma forma de reconhecer o trabalho desenvolvido pela instituição. 

O Cemei fica situado na avenida Juca Pato, bairro Beija Flor II.

 

 

 

Jorn. Hedi Lamar Marques
Departamento de Comunicação CMU
08/12/2015

CÂMARA MUNICIPAL DE UBERABA - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 2020